ZTE Axon M, o smartphone bonito e impossível

O ZTE Axon M é um exercício de estilo, um confronto. Segurando-o em suas mãos, a sensação é a de um dispositivo quase protótipo, uma espécie de janela para o futuro. No entanto, este é um smartphone no mercado em todos os aspectos, e isso inevitavelmente nos leva a não sermos capazes de ignorar os muitos compromissos que a empresa chinesa teve que fazer para adotar esse formato específico.

Tivemos a oportunidade de tocar no ZTE Axon M no Mobile World Congress em Barcelona. √Č, portanto, um primeiro contato, por isso, adiamos qualquer julgamento final na revis√£o. Vamos come√ßar com as especifica√ß√Ķes t√©cnicas, que podem ajud√°-lo a ter as coordenadas corretas em rela√ß√£o ao smartphone em quest√£o.

Cópia DSC00332

A bordo, encontramos o SoC Snapdragon 821, juntamente com 4 GB de RAM e alimentado por uma bateria de 3.180 mAh. A memória interna é de 64 GB (expansível via micro-SD) enquanto a parte do software é confiada ao Android 7.1.2 Nougat. Portanto, recursos de ponta, sem esquecer como o processador foi colocado no mercado pela Qualcomm no segundo semestre de 2016.

Leia também: ZTE Axon M é oficial, aqui está o smartphone dobrável

Como dito, por√©m, a peculiaridade reside inteiramente no fator de forma. De fato, o Axon M est√° equipado com dois monitores Full-HD de 5,2 polegadas, protegidos por um Gorilla Glass 5. A dobradi√ßa central permite combinar fisicamente as duas telas, obtendo uma √ļnica superf√≠cie de 6,75 polegadas com igual resolu√ß√£o geral em 1.920 x 2.160.

Cópia DSC00339

A ZTE fez um bom trabalho do ponto de vista do software para aproveitar a presen√ßa das duas telas. Como voc√™ pode ver no v√≠deo pr√°tico, existem quatro possibilidades: use os dois pain√©is como se fossem um √ļnico monitor, duplique o principal, use-os independentemente, mantenha apenas um.

Cada modo tem uma l√≥gica em rela√ß√£o a um uso di√°rio hipot√©tico. Ao assistir a um v√≠deo, pode fazer sentido usar os dois pain√©is como se fossem uma √ļnica exibi√ß√£o, para ter uma superf√≠cie maior para ver o filme. Se voc√™ precisar de mais produtividade, use as telas independentemente, para abrir dois aplicativos simultaneamente.

Cópia DSC00333

A impress√£o √© que o hardware dispon√≠vel para o ZTE Axon M permite gerenciar facilmente esses modos. As telas s√£o bem definidas e parecem agrad√°veis ‚Äč‚Äčde usar para a visualiza√ß√£o de conte√ļdo. Estou ansioso para testar o smartphone em profundidade, para que eu possa realmente verificar o qu√£o √ļtil as duas telas podem ser na vida cotidiana.

Do ponto de vista construtivo, o smartphone é extremamente sólido. Corpo metálico, dobradiça rígida central que, quando as telas são colocadas lado a lado, não apresenta nenhum tipo de falha. Nesse modo, no entanto, é realmente difícil segurar, também porque o segundo monitor possui um perfil muito fino, o que não facilita a aderência.

Cópia DSC00340

Para isso deve ser adicionada a espessura que excede 12 mm quando a segunda tela √© fechada na parte traseira. Sem esquecer como, o fato de o painel ser dobrado novamente na tampa traseira, ZTE for√ßado a largar a c√Ęmera traseira, com o Axon M, que pode contar com um √ļnico sensor frontal de 20 MP com flash LED de tom duplo.

Leia também: ZTE Axon M, o smartphone dobrável na Itália com a TIM

√Č certamente um daqueles produtos que procuram trazer um pouco de ar fresco ao mercado de smartphones. Na It√°lia, √© comercializado exclusivamente atrav√©s da TIM e pode ser adquirido por ‚ā¨ 899,90. Provavelmente n√£o √© um dispositivo com o qual a ZTE planejou atingir grandes n√ļmeros de vendas, mas a l√≥gica de tentar me diferenciar me convenceu. Tudo esperando para poder revis√°-lo em profundidade.


Tom’s Recommend

Voc√™ est√° procurando um smartphone com excelente desempenho, pre√ßo baixo e atualiza√ß√Ķes de software garantidas ao longo do tempo? O Xiaomi Mi A1, baseado no Android One, pode ser a escolha certa.