Xiaomi, segurança de smartphone colocada em risco por um aplicativo pré-instalado

O aplicativo Guard Provider (Segurança) – prĂ©-instalado em smartphones Xiaomi – usuĂĄrios expostos a uma importante vulnerabilidade. Isso foi revelado por um relatĂłrio produzido pela Check Point, que tambĂ©m permitiu Ă  empresa chinesa corrigir imediatamente o problema atravĂ©s de uma atualização de software. Pelo menos uma situação singular, considerando como o aplicativo em questĂŁo foi concebido precisamente para garantir a segurança dos dispositivos, sinalizando a possĂ­vel presença de malware nos aplicativos instalados.

Conforme explicado pelos pesquisadores da Check Point, o cerne da questão foi representado pela natureza desprotegida do tråfego de rede de e para o Fornecedor da Guarda. Isso poderia ter potencialmente permitido que um invasor interceptasse as comunicaçÔes em questão, concretizando o que no jargão técnico é definido como um ataque principal do tipo intermediårio. Obviamente, se essa circunstùncia tivesse ocorrido, seria possível desativar as proteçÔes contra malware e inserir código malicioso nos smartphones.

De qualquer forma, como jĂĄ especificado, A Xiaomi interveio prontamente com uma atualização, eliminando a falha de segurança. No entanto, nĂŁo hĂĄ dĂșvida de que este Ă© um caso verdadeiramente Ășnico, considerando precisamente como o aplicativo Guard Provider foi concebido precisamente para segurança. Veremos se a empresa chinesa assumirĂĄ ou nĂŁo uma posição oficial com uma declaração.