Xiaomi patenteia um smartphone com painel solar

Uma patente registrada na Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) sugere que A Xiaomi pode apresentar um smartphone que pode aproveitar a energia solar para recarregar. Como podemos ver nas imagens recriadas pelo LetsGoDigital, é um dispositivo que integra um painel solar real na parte traseira.

A frente √© de tela cheia, devido √† falta de um sensor fotogr√°fico frontal vis√≠vel. A c√Ęmera pode ser implementada sob a tela ou fazer parte de um mecanismo retr√°til. A primeira op√ß√£o √© mais plaus√≠vel, j√° que – como j√° mencionado – a parte traseira j√° abriga o painel solar capaz de explorar os raios do sol para recarregar o smartphone. Na parte traseira, h√° tamb√©m um sistema de c√Ęmera dupla.

Crédito РLetsGoDigital

A presen√ßa de um painel solar tem in√ļmeras vantagens. Economiza energia suficiente para permitir que a bateria recarregue automaticamente quando necess√°rio. A bateria poderia, portanto, ser protegida, pois os tempos entre uma recarga e a outra seriam prolongados. No entanto, n√£o sabemos quanta energia solar o painel patenteado pela Xiaomi pode armazenar.

Por mais inovadora que possa parecer a idéia do fabricante chinês, ela não é totalmente nova. Em 2009, a Samsung lançou dois dispositivos com um painel solar integrado. Projetado para países em desenvolvimento onde a falta de energia é comum, o Guru E1107 garantiu autonomia para uma ligação entre 5 e 10 minutos com uma hora de exposição ao sol. Enquanto o Blue Earth, feito de plástico reciclado, estava equipado com um painel solar que garantia maior autonomia para a bateria de 1.080 mAh.

Como sempre, por ser uma patente, a Xiaomi realmente n√£o tem um smartphone com um painel solar integrado. No entanto, n√£o seria uma m√° ideia. Veremos.