Xiaomi Mi 8 Pro review: uma pequena jóia de design, vergonha sobre o preço

O Xiaomi Mi 8 Pro é um smartphone que não passa despercebido. Ele compartilha com o padrão Mi 8 Рsobre o qual falamos em nossa análise Рboa parte da folha de dados. Sua característica distintiva é certamente o design: a parte traseira é de fato transparente e mostra os componentes internos. Na realidade, é um tipo de adesivo, pois os componentes reais não podem ser expostos à luz. O efeito ao vivo, no entanto, é de grande impacto, também porque a empresa chinesa colocou um cuidado especial em uma série de pequenos detalhes.

No entanto, seria um eufemismo julgar o Mi 8 Pro apenas do ponto de vista estético. Na verdade, é um smartphone de nível superior, capaz de garantir um excelente desempenho, graças ao excelente trabalho de otimização habitual realizado pela Xiaomi. A bordo, há o Snapdragon 845, juntamente com 8 Gigabyte de RAM, plataforma de hardware que oferece o melhor deste smartphone. A tela é um painel Super AMOLED e o setor fotográfico mostra os importantes passos dados pela empresa chinesa nessa área, enquanto ainda está longe de algumas marcas.

Provavelmente, a real cr√≠tica deste produto √© representada pelo pre√ßo. De fato, na It√°lia, chega a 649 euros, por isso √© oficialmente mais caro que o Mi 8 e o Mi Mix 3. Claro, considerando os n√ļmeros agora alcan√ßados pelos smartphones de primeira linha, no entanto, estamos diante de uma excelente rela√ß√£o qualidade / pre√ßo. Nesse contexto, no entanto, a discuss√£o sobre a Xiaomi √© mais complexa, sendo uma empresa que se estabeleceu gra√ßas √† sua pol√≠tica agressiva de pre√ßos, com o objetivo de usu√°rios que gastam mais em determinados n√ļmeros.

Design, atenção aos detalhes faz a diferença

A Xiaomi escolheu o vidro para a frente e a traseira, que t√™m uma dupla curvatura lateral na capa traseira. Os dois pain√©is se encaixam perfeitamente no quadro de alum√≠nio da s√©rie 7000, e a sensa√ß√£o de toque √© certamente a de segurar um smartphone de √ļltima gera√ß√£o nas m√£os. Os quadros s√£o reduzidos e h√° um entalhe. Dentro desse “entalhe”, a empresa chinesa posicionou, al√©m da c√Ęmera frontal de 20 MP e dos componentes usuais, tamb√©m um emissor de infravermelho para melhorar o desbloqueio pelo reconhecimento facial. Uma escolha que definitivamente valeu a pena em termos de funcionalidade, permitindo uma digitaliza√ß√£o eficaz, mesmo no escuro.

As bordas laterais muito pequenas ainda permitem evitar toques n√£o intencionais na tela, mas a ergonomia geral n√£o √© a melhor. Como costuma acontecer, o uso do vidro dianteiro e traseiro torna o Mi 8 Pro um pouco escorregadio, sem esquecer a protrus√£o do m√≥dulo fotogr√°fico traseiro (organizado verticalmente). N√£o √© de surpreender que a empresa insira uma capa de TPU macia na embalagem, o que claramente melhora a ader√™ncia. Os bot√Ķes f√≠sicos (controle de pot√™ncia e volume) s√£o perfeitamente acess√≠veis, assim como o sensor biom√©trico posicionado na contracapa.

N√£o √© ut√≥pico pensar poder us√°-lo com uma m√£o, apesar da tela grande de 6,21 polegadas, tamb√©m porque estamos falando de um smartphone com um tamanho total de 154,9 x 74,8 x 7,6 mm e um peso de 177 gramas. O resto √© feito pelas costas transparentes, com os componentes vis√≠veis “falsos”. Dentro, voc√™ pode ver alguns detalhes em vermelho (como o do logotipo do chip Snapdragon), que s√£o mostrados no bot√£o liga / desliga e ao redor dos sensores do m√≥dulo fotogr√°fico traseiro. A Xiaomi queria retornar um sentimento de exclusividade, e conseguiu.

Melhor desempenho, convencendo o setor fotogr√°fico

A Xiaomi jogou pelo seguro, escolhendo uma plataforma de hardware composta pelo Snapdragon 845, juntamente com 8 GB de RAM e 128 de armazenamento (memória não expansível). A versão que testamos nos ofereceu desempenho de alto nível no uso diário. O dispositivo parece extremamente responsivo em qualquer operação, do elementar ao mais complexo.

A dissipa√ß√£o de calor √© muito boa, mesmo ap√≥s as sess√Ķes de jogo. A empresa chinesa j√° nos acostumou a uma otimiza√ß√£o perfeita das plataformas de hardware em seus dispositivos, mesmo nos de m√©dio e baixo n√≠vel. Este Mi 8 Pro n√£o √© excep√ß√£o e, contando com um SoC como o Snapdragon 845, inevitavelmente oferece excelente desempenho.

Uma otimiza√ß√£o que se reflete, em um sentido positivo, tamb√©m na autonomia. O Mi 8 Pro pode contar com uma bateria integrada de 3.000 mAh, uma amperagem n√£o muito alta no papel, mas que se mostra absolutamente adequada no uso di√°rio do dispositivo, cfacilitando a cobertura do dia √ļtil. Com o meu uso (misturado entre LTE e Wi-Fi, 2 contas de email, centenas de notifica√ß√Ķes de redes sociais e aplicativos de mensagens instant√Ęneas, cerca de 1 hora de chamadas telef√īnicas), sempre consegui exceder amplamente 4 horas de tela de acesso. isso sem esquecer o suporte de carga r√°pida de acordo com o padr√£o Quick Charge 4.0+, completo com um carregador especial inclu√≠do na embalagem.

Pouco a dizer sobre o software. Agora conhecemos amplamente o MIUI (na versão 9.6 deste Mi 8 Pro), no caso específico baseado no Android 8.1 Oreo. Muitas possibilidades de personalização, sem esquecer a excelente otimização usual. A interface gráfica continua sendo um dos pontos fortes da Xiaomi, que também é suportada por uma enorme comunidade. E agora existe agora o suporte oficial italiano completo com tudo o que isso implica em termos de serviços.

Boas not√≠cias da tela. A tela Super AMOLED de 6,21 polegadas, com uma resolu√ß√£o igual a 1.080 x 2.248 pixels (402 ppi) e suporte para HDR10 e DCI-P3, oferece uma experi√™ncia digna de um topo de gama, com uma reprodu√ß√£o de cores convincente (configur√°vel via software) e excelentes √Ęngulos de vis√£o. O brilho externo tamb√©m √© muito bom, gra√ßas tamb√©m ao excelente tratamento oleof√≥bico do vidro frontal (Gorilla Glass 5). Agrad√°vel a id√©ia de implementar a funcionalidade sempre ativa, que no entanto n√£o permite que voc√™ visualize as notifica√ß√Ķes no painel com o smartphone em stand-by (uma op√ß√£o, isso, pouco compreens√≠vel, mas que pode ser revisada pela Xiaomi com uma atualiza√ß√£o de software).

O sensor biom√©trico √© integrado diretamente na tela (√© outra diferen√ßa do Mi 8 padr√£o) e isso n√£o me convenceu completamente. O reconhecimento de impress√Ķes digitais nem sempre √© preciso e eu pessoalmente preferi usar o reconhecimento de rosto. A parte de √°udio √© confiada a um alto-falante mono, posicionado no lado inferior (portanto, n√£o √© coberto se colocarmos o smartphone em uma superf√≠cie). O volume √© bom, a qualidade m√©dia, nesse sentido, eu esperava algo mais. Boa experi√™ncia de chamada, bem como recep√ß√£o, conectividade completa: Bluetooth 5.0, suporte para SIM duplo, Wi-Fi CA de banda dupla, sensor infravermelho, NFC, USB-C. Infelizmente, a tomada de √°udio de 3,5 mm est√° ausente.

Na parte traseira, a Xiaomi posicionou uma c√Ęmera dupla posicionada verticalmente, com sensor principal de 12 MP e lente f / 1.8 (√© uma Sony IMX363 com estabiliza√ß√£o √≥ptica em 4 eixos) acoplada a um segundo sensor de telefoto de 12 MP fabricado pela Samsung . A melhoria em rela√ß√£o aos modelos anteriores foi clara, com um excelente desempenho geral em linha com o observado no Mi 8 padr√£o. Excelente velocidade do obturador e foco, o software possui uma interface intuitiva e funcional. O Mi 8 Pro √© capaz de tirar excelentes fotos diurnas, enquanto ainda est√° um passo atr√°s de alguns smartphones concorrentes √† noite, onde o ru√≠do e a perda de detalhes assumem o controle. O rendimento √© id√™ntico ao do Mi 8 padr√£o.

N√£o faltam recursos baseados em intelig√™ncia artificial, o que permite √† c√Ęmera do Mi 8 Pro reconhecer a cena e o assunto otimizando automaticamente a foto. Na frente, h√° um sensor de 20 MP e a fala √© id√™ntica √† da c√Ęmera traseira dupla: muito bem durante o dia, menos √† noite. Os v√≠deos podem ser gravados com resolu√ß√£o de 4K a 60 qps, mas a estabiliza√ß√£o eletr√īnica ajuda apenas a resolu√ß√£o Full-HD. O desempenho geral √© bom, mas at√© os filmes sofrem com pouca luz.

Conclus√Ķes: quem deve compr√°-lo?

Este Mi 8 Pro n√£o √© um produto para todos. Pelo mesmo pre√ßo, a mesma Xiaomi oferece dispositivos igualmente v√°lidos, desde o Mi 8 padr√£o at√© o Mi Mix 3. mais recente. O pre√ßo de 649 euros, no entanto, n√£o ajuda a coloc√°-lo efetivamente no mercado, dada a concorr√™ncia acirrada (custa mais do que OnePlus 6T, apenas para citar um). Ele pode ser adquirido em menor n√ļmero importando-o atrav√©s das lojas on-line usuais, mas agora a empresa distribui oficialmente na It√°lia e come√ßa a fazer pouco sentido se referir aos modelos chineses.

Pode ser o smartphone certo para quem procura um topo de gama, mas quer, ao mesmo tempo, diferenciar da multidão. Considerando como, do ponto de vista estético, o mercado de dispositivos móveis ficou achatado, o design certamente pode representar o verdadeiro trunfo do Mi 8 Pro do ponto de vista comercial.