WikiLeaks | A NSA registrou a confissão de Merkel à Grécia

NOVAS DECLARA√á√ēES WikiLeaks – Os percevejos da NSA ouviram Merkel em sua “confiss√£o” sobre a d√≠vida gregaO Wikileaks (www.wikileaks.org), em colabora√ß√£o com a Nation for Greece, revela as intercep√ß√Ķes do Servi√ßo de Seguran√ßa Nacional dos EUA em Angela Merkel e autoridades alem√£s de grande interesse grego.

Documentos secretos do WikiLeaks mostram que o chanceler alem√£o n√£o acreditava h√° anos que um corajoso corte da d√≠vida grega seria uma solu√ß√£o real para o “problema grego”.

De acordo com documentos do WikiLeaks, os percevejos da Ag√™ncia de Seguran√ßa Nacional dos EUA (NSA) registraram uma “confiss√£o” de Merkel a sua assistente pessoal em outubro de 2011, alguns dias antes da decis√£o da c√ļpula por um corte de cabelo adicional de 50% , de 21% concordaram h√° alguns meses atr√°s.

WikiLeaks |  A NSA registrou a confissão de Merkel à Grécia

O documento secreto da NSA disse que ela se sentia “perdida” sobre qual op√ß√£o – outro corte de cabelo ou ajuda imediata – seria melhor lidar com a situa√ß√£o e que “seu medo era que Atenas fosse incapaz de super√°-la”. o problema mesmo com um “corte de cabelo” extra, j√° que ela n√£o conseguia administrar o restante de sua d√≠vida “. Ele tamb√©m disse que est√° considerando pressionar os Estados Unidos e a Gr√£-Bretanha para impor um imposto especial sobre transa√ß√Ķes financeiras para ajudar a liquidez dos bancos.

Al√©m disso, √© revelado que o √ļnico no gabinete alem√£o que era a favor do corte de cabelo adicional era o Ministro das Finan√ßas Wolfgang Schieble “, apesar dos esfor√ßos de Merkel para” coibir “ele”.

Por outro lado, a Fran√ßa e o presidente da Comiss√£o Europeia, Manuel Barroso, de acordo com o documento secreto, eram a favor de uma abordagem mais suave. O presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, se op√īs firmemente e a executiva-chefe do Fundo Monet√°rio Internacional, Christine Lagarde, foi descrita como “indecisa sobre o assunto”, segundo agentes da NSA.

Outro relat√≥rio secreto ao qual a na√ß√£o teve acesso mostra o monitoramento de oficiais alem√£es de alto escal√£o pelos servi√ßos de intelig√™ncia brit√Ęnicos. Tamb√©m est√° claro que os dados foram encaminhados √† NSA, que redigiu o texto do relat√≥rio. Este √© o primeiro documento que prova na pr√°tica que os brit√Ęnicos estavam espionando seus parceiros europeus em alto n√≠vel em nome da NSA.

WikiLeaks |  A NSA registrou a confissão de Merkel à Grécia

O relat√≥rio do WikiLeaks √© baseado em informa√ß√Ķes fornecidas pelo chanceler alem√£o para Assuntos da UE, Nikolaus Meyer-Landrut, que forneceu uma vis√£o geral do que Berlim planeja fazer em 14 de outubro de 2011. pronto para apoiar, tendo em vista a c√ļpula que se seguiu √† quest√£o grega com o tema principal.

Vale ressaltar que naquela √©poca estava sendo feita uma proposta para a contribui√ß√£o dos pa√≠ses do BRICS (Brasil, R√ļssia, √ćndia, China e √Āfrica do Sul) para o resgate da Gr√©cia.

O documento do WikiLeaks declara: “Berlim n√£o aceitaria uma concess√£o do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (EFSF). Tamb√©m n√£o aceitaria o estabelecimento de um ve√≠culo especial comum entre o EFSF e o Banco Central Europeu, ou qualquer outra medida que exigiria altera√ß√Ķes legislativas dos Estados-Membros.

Por outro lado, os alem√£es apoiar√£o a cria√ß√£o de um programa especial do Fundo Monet√°rio Internacional, no qual os pa√≠ses do BRICS (Brasil, R√ļssia, √ćndia, China e √Āfrica do Sul) “lan√ßar√£o” fundos com o objetivo de fortalecer as atividades de resgate na zona do euro. .

Meyer-Landrut também acreditava que resolver a crise grega exigiria maior envolvimento do setor privado em comparação com as primeiras estimativas de especialistas, e que a zona do euro deveria olhar além dos aspectos técnicos de um acordo e focar no real. progressos que a Grécia deve realizar em termos de legislação e sua implementação. Ele também disse que uma equipe deve ser criada permanentemente em Atenas para monitorar a situação.

Note-se que mais de 70 n√ļmeros de telefone de oficiais alem√£es de alto escal√£o est√£o na lista de alvos para monitorar os servi√ßos de intelig√™ncia dos EUA.

Fonte: ethnos.gr