WhatsApp para pagar no Facebook: uma pesquisa revela os detalhes!

Use o WhatsApp como forma de pagamento no Facebook para empresas. Essa é uma possibilidade que vem sendo discutida há meses, com vários rumores vazando ao longo do tempo. Agora, no entanto, parece que a equipe de Mark Zuckerberg está pronta para iniciar os testes de campo, conforme revelado por uma pesquisa envolvendo um pequeno grupo de anunciantes, também na Itália, com a perspectiva, no entanto, de expandir funcionalidade para qualquer realidade.

As imagens inclu√≠das no artigo s√£o provenientes da pesquisa em quest√£o. Temos que v√™-los gra√ßas a Germano Milite, jornalista profissional, especialista em an√ļncios do Facebook e respons√°vel pela comunica√ß√£o do Insem Spa. Portanto, estamos falando de um dos anunciantes italianos envolvidos na iniciativa, que explicou o escopo potencialmente revolucion√°rio.

A estrutura que o Facebook teria em mente √© muito simples por si s√≥. Usando um provedor de servi√ßos financeiros, as empresas que operam na famosa rede social poder√£o receber pagamentos de clientes diretamente do WhatsApp. Para garantir o m√°ximo de privacidade e seguran√ßa de dados pessoais, Zuckerberg e associados seriam considerados a implementa√ß√£o de um sistema QR Code, com o qual realizar a transa√ß√£o sem necessariamente revelar seu n√ļmero de telefone para a empresa de plant√£o.

Na pesquisa, j√° existem refer√™ncias a quaisquer comiss√Ķes a serem pagas ao Facebook, com uma s√©rie de pacotes pr√©-compilados para voc√™ escolher. Tudo isso, al√©m de ser uma enorme possibilidade para todas as grandes empresas que faturam n√ļmeros importantes por meio de publicidade no Facebook “,seria um ponto de virada especialmente para empresas menores no n√≠vel local, cujos modelos de comunica√ß√£o com os clientes costumam focar precisamente no WhatsApp “, explicou Milite.

Em conclus√£o, poder√≠amos estar enfrentando um primeiro passo real no Facebook em dire√ß√£o ao “marketing local”, com a criatura de Zuckerberg, que poderia colocar as m√£os em um neg√≥cio potencialmente grande, ao mesmo tempo em que possibilitaria, mesmo para pequenas empresas, monetizar com mais efici√™ncia a presen√ßa nas plataformas sociais.

Dessa maneira, um verdadeiro ecossistema de servi√ßos seria criado (considerando como o WhatsApp √© de propriedade de Zuckerberg), com o Facebook entrando no setor de pagamentos em plataformas sociais, com uma perna tensa, atualmente dominado por outras realidades, como o PayPal. De fato, imagine a possibilidade, por exemplo, de um com√©rcio eletr√īnico poder vender um produto diretamente na rede social, com a transa√ß√£o que ocorreria na mesma plataforma.

Al√©m disso, como relatamos em outro artigo, h√° rumores h√° algum tempo sobre a integra√ß√£o entre WhatsApp, Messenger e Instagram, e quem sabe que tudo isso n√£o faz parte do mesmo plano. Por enquanto, no entanto, ainda n√£o h√° lan√ßamentos oficiais, mas est√° claro como, nos √ļltimos meses, o trabalho foi realizado em andamento, com a l√≥gica de iniciar os testes de campo no curto prazo.