WhatsApp: OMS incorpora um serviƧo de informaƧƵes sobre coroaĆ§Ć£o

WhatsappA OrganizaĆ§Ć£o Mundial da SaĆŗde (OMS) inaugurou um chatbot na prĆ”tica Whatsapp, para o propĆ³sito de fornecendo informaƧƵes sobre o coronaio.

Para receber informaƧƵes, os usuĆ”rios devem enviar uma mensagem, via WhatsApp, para a OMS, pelo telefone +41 79 475 22 09, e escrever a palavra “Oi” para iniciar a conversa. Depois disso, o usuĆ”rio pode acessar informaƧƵes oficiais sobre o coronaio.

coroa OMS

As informaƧƵes sobre vĆ­rus serĆ£o atualizadas diariamente para disponibilizar todos os novos desenvolvimentos. No momento, o serviƧo estĆ” disponĆ­vel apenas em lĆ­ngua Inglesa. Espera-se que o serviƧo esteja disponĆ­vel em Ć”rabe, chinĆŖs, francĆŖs, russo e espanhol nas prĆ³ximas semanas.

De acordo com o gerente geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, A tecnologia ajuda muito, pois permite que informaƧƵes vitais sejam transmitidas a muitas pessoas. Dessa maneira, vidas podem ser salvas e pessoas vulnerĆ”veis ā€‹ā€‹ao coronavĆ­rus podem ser protegidas.

O WhatsApp tambĆ©m possui sua prĆ³pria pĆ”gina de informaƧƵes, criada com a ajuda do UNICEF, do Programa das NaƧƵes Unidas para o Desenvolvimento e da OMS. A agĆŖncia tambĆ©m disse que daria US $ 1 milhĆ£o para Rede Internacional de Controle de InformaƧƵes para combater a disseminaĆ§Ć£o de informaƧƵes erradas via SMS e serviƧos de mensagens.

O Facebook, dono do WhatsApp, disse na semana passada que comeƧaria a postar informaƧƵes sobre a coroa no topo das notƭcias do usuƔrio.

“A chave para nĆ³s Ć© garantir que as pessoas tenham acesso a informaƧƵes boas e confiĆ”veis ā€‹ā€‹de fontes confiĆ”veis. Exibimos informaƧƵes vĆ”lidas em toda a rede e garantimos que nenhuma informaĆ§Ć£o incorreta seja espalhada “, disse o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg.

O chefe da plataforma afirmou que algumas “brincadeiras” foram lanƧadas no Facebook. Um incentivou os pacientes a nĆ£o se submeterem ao tratamento, enquanto outro disse Ć s pessoas que bebessem Ć”gua sanitĆ”ria se pensassem que estavam infectadas com o coronavĆ­rus. O Facebook estĆ” tentando se livrar desse tipo de notĆ­cia.