Vinte pessoas foram presas em conexão com o ataque ao banco Trojan Carberp

O Serviço de Segurança Federal da Rússia e o Serviço de Segurança da Ucrânia prenderam várias pessoas que se acredita estarem envolvidas no desenvolvimento do infame cavalo de Tróia, especializado em ataques bancários. Carberp.

Crime cibernético na China

No mês passado, os especialistas em segurança da ESET disseram que a família de malware Carberp ainda estava em andamento, apesar de um grande número de pessoas responsáveis ​​pela operação da botnet ter sido preso nos últimos meses.

Será interessante ver se essas são as últimas prisões e se elas têm algum impacto na evolução e disseminação do Trojan.

Segundo o Kommersant da Ucrânia, o grupo criminoso – que consiste em cerca de 20 membros, a maioria deles entre 25 e 30 anos – é responsável por roubar US $ 250 milhões somente da Ucrânia e da Rússia.

As autoridades dizem que criminosos de malware usados ​​para roubar informações confidenciais dos computadores de várias empresas usavam os dados roubados para transferir dinheiro de contas comerciais para suas próprias vítimas.

Segundo informações, 30 empresas ucranianas foram atingidas até agora.

Os suspeitos foram presos em várias cidades ucranianas, incluindo Kiev, Odessa, Lviv e Kherson. Acredita-se que o responsável pela operação tenha 28 anos e é da Rússia.

O Serviço de Segurança da Ucrânia está atualmente analisando os computadores apreendidos pelos suspeitos.

Alguns deles já foram libertados sob fiança e em termos restritivos, enquanto outros estão em prisão domiciliar. Se considerado culpado, ele pode pegar até cinco anos de prisão.