Um homem de 35 anos foi preso por se infiltrar ilegalmente em computadores

Atenas, 13 de abril de 2013

COMUNICADO DE IMPRENSA

A Polícia Financeira e o Serviço de acusação de crimes cibernéticos entraram com uma ação contra um homem de 35 anos por invasão ilegal em sistemas de computadores.

Com o tipo de “invasão” do método de penetração eletrônica, ele violou e adquiriu ilegalmente acesso ao site da empresa

greek_police_logo

A Polícia Financeira e o Serviço de Acusação de Crimes Cibernéticos entraram com uma ação contra um cidadão de 35 anos, que mora em uma área de Thessaloniki, por se infiltrar ilegalmente em sistemas de computadores.

A investigação do caso começou após uma denúncia – processo movido por um empresário de 63 anos, que mora em Attica, para a Sub-Diretoria de Processamento de Crimes Cibernéticos. O processo envolveu uma violação no passado e acesso ilegal ao site da empresa.

No contexto da investigação policial policial e análise dos dados realizados por executivos especializados da Subdiretória de acusação de crimes cibernéticos, eles identificaram o envolvimento do homem de 35 anos e o método de penetração eletrônica “hacking”, que ele usou para violar o site.

Um grupo de policiais conduziu uma investigação, na presença de um oficial de justiça, anteontem ao meio-dia em sua casa, em uma área de Thessaloniki, enquanto a autópsia no local em mídia digital localizada encontrava seu envolvimento na violação de sistemas de computadores. Durante a pesquisa, um (1) disco rígido interno e um (1) cartão de memória foram encontrados e confiscados.

A evidência digital apreendida será enviada à Sub-Diretoria de Investigações Criminológicas do Norte da Grécia para testes de laboratório.

O homem de 35 anos não foi preso porque os limites do procedimento espontâneo haviam expirado, enquanto o processo formado será submetido ao Ministério Público de Thessaloniki.