Um em cada 10 europeus Ă© vĂ­tima de fraude eletrĂ´nica

internet Um grande número de internautas europeus foi vítima de fraude eletrônica, segundo a comissária sueca de Assuntos Internos Cecilia Malmström, que respondeu a uma pergunta relevante do eurodeputado grego George N. .

Segundo o Comissário, 38% dos internautas europeus relataram receber e-mails onde foram solicitados fraudulentamente.<…>

dinheiro ou dados pessoais.

Além disso, 13% deles não puderam acessar serviços eletrônicos devido a ataques cibernéticos e 12% foram vítimas de fraude cibernética, enquanto 8% dos usuários da Internet relataram que suas identidades foram roubadas.

Papanikolaou destacou que os ataques cibernéticos também foram estendidos por instituições financeiras em outras áreas, enquanto sublinhou que no último trimestre a taxa de roubo de códigos únicos aumentou 72%.

O Comissário sueco enfatizou que, apesar do aumento dos ataques cibernéticos, alguns progressos foram feitos.

“Apenas alguns dias atrás, uma rede criminosa global foi desmantelada, que cometeu fraudes destinadas a cartões de crĂ©dito e transações eletrĂ´nicas, com uma operação policial internacional da Unidade romena contra o cibercrime, em estreita cooperação com o Centro Europeu de Cibercrime” , ele disse.

O Cybercrime Center foi criado no início de 2013, com o objetivo de combater o cibercrime em casos que vão desde fraudes bancárias on-line até exploração sexual infantil.

“A luta bem sucedida contra o cibercrime exige a formação do quadro jurĂ­dico e institucional relevante a nĂ­vel europeu e internacional. O recente anĂşncio da ComissĂŁo de uma estratĂ©gia para a proteção do ciberespaço da UE e para a segurança das redes e informações está se movendo na direção certa, mas sĂŁo necessárias ações ainda mais corajosas, pois o aumento do crime cibernĂ©tico impede o desenvolvimento do comĂ©rcio e das finanças. transações em um setor em que, apesar da crise, ainda mostra crescimento significativo “, afirmou Papanikolaou.

Fonte: portal.kathimerini.gr