Todos os serviços públicos digitais serão incluídos no gov.gr

O Ministro do Governo Digital, Sr. Kyriakos Pierrakakis, apresentou a agenda digital do novo governo e mencionou detalhadamente uma série de iniciativas destinadas a digitalizar a Administração Pública, com o objetivo principal de servir cidadãos e empresas gregas, e a União Europeia em termos de desempenho digital.

Segundo Pierrakakis, o eixo central do planejamento governamental é a prestação de cada serviço digital a partir de um ponto central. Esse papel será desempenhado por um portal central da Internet, o gov.gr, um ponto de entrada e serviço digital, onde serão reunidas todas as soluções digitais e tudo o que os cidadãos e outras pessoas que lidam com o Estado precisam conhecer.

Além disso, o governo está trabalhando para criar um “Livro de Transformação Digital”, Que será atualizado anualmente e servirá como uma ferramenta para organizações que implementam serviços digitais. “A Bíblia será a resposta para a fragmentação de responsabilidades pela governança digital, ações sobrepostas ou fragmentadas e a falta de direcionamento mensurável para os provedores de serviços digitais”, disse Pierrakakis. Como ele explicou, as intervenções de curto prazo envolverão melhorias nos sistemas de informação pública existentes que serão implementados em 3 a 12 meses.

Referindo-se à digitalização das funções básicas do Estado, o Sr. Kyriakos Pierrakakis observou: “A comunicação do cidadão com o Estado será feita apenas uma vez. Então, é dever de seus serviços serem informados internamente, sem incomodar o cidadão. Todo cidadão será informado eletronicamente sobre seu status de seguro e se comunicará com o Estado com sua nova identidade eletrônica digital como ferramenta de comunicação. Com isso, ele será internado no hospital, se necessário, e com ele será atendido pelo Estado como um todo. Declarações e assinaturas responsáveis ​​são convertidas em eletrônicas “.

Dando outro exemplo de serviços públicos digitais, ele observou: “Todo nascimento será declarado apenas uma vez à Administração Pública. E toda criança só se matriculará na educação pela primeira vez. A partir de então, passará automaticamente para o próximo nível. Os pais terão acesso ao seu desempenho e a autenticidade de seu diploma não precisará ser considerada “.

Fonte