The Guardian pede “cidadãos-jornalistas”

_guardiãoO jornal britânico Guardian lançou ontem a plataforma online GuardianWitness para promover “Jornalismo cidadão”. Na plataforma, qualquer pessoa poderá “carregar” artigos, fotos, vídeos e ver as postagens de outros usuários, enquanto antes da publicação das postagens, seu conteúdo será verificado pelos editores do Guardian.

O melhor material será hospedado na página principal <…>

do jornal ou mesmo em sua versão impressa.

Ao assinar o serviço por meio de sua conta no Twitter ou Facebook, os usuários poderão enviar o material que desejam pela Internet ou por aplicativos existentes para um smartphone ou tablet com iOS e Android.

O The Guardian publicará novos tópicos a cada semana para “jornalistas – cidadãos”, que abordarão notícias, esportes, cultura e estilo de vida atuais. Desta forma e através das aplicações, o jornal tem como objetivo fornecer um rico material audiovisual para notícias importantes, de testemunhas oculares, que gravarão com seu celular todos esses eventos.

O usuário poderá postar material sobre qualquer outro assunto que o preocupe, além das seções temáticas publicadas pelo jornal.

Iniciativas semelhantes foram tomadas por outros grupos jornalísticos, como a CNN, que utiliza a plataforma iReport desde 2007.