Testamos o novo smartphone Nokia 9 PureView [Review]

Tivemos a oportunidade de usar o novo smartphone Nokia (HMD), o Nokia 9 PureView, cuja principal característica é a orientação fotográfica.

O novo carro-chefe da Nokia, anunciado na MWC em Barcelona, ​​possui o processador Qualcomm Snapdragon 845, roda o Android 9 Pie, 6GB de RAM e 128GB de armazenamento. A tela é de 5,99 ″ (com Gorilla Glass), tecnologia 2K OLED, possui uma bateria de 3.320 mAh com carregamento sem fio e um sensor de impressão digital embaixo da tela, enquanto possui uma porta USB 3.0 tipo C e um fone de ouvido de 3,5 mm.

Voltando à parte fotográfica, o Nokia 9 PureView é o primeiro smartphone com 5 câmeras, equipado com 5 sensores de imagem, com resolução de 12 megapixels cada. Todas as cinco câmeras possuem uma lente ZEISS, com uma abertura máxima de f / 1.8. A diferença é que apenas as duas câmeras produzem imagens coloridas (RGB), enquanto as outras três capturam monocromático. Dessa forma, o smartphone grava 10 vezes mais luz, proporcionando HDR de alta faixa dinâmica e mais detalhes. Além disso, a empresa afirma que, com o modo de fotografia em preto e branco, o resultado é muito superior ao da concorrência, gravando imagens em preto e branco nativas.

O Nokia 9 PureView também possui um sensor 3D ToF (Tempo de vôo) para profundidade de campo, flash LED, captura de arquivo DNG bruto e configurações manuais, com balanço de branco, ISO e velocidade do obturador de até 10 segundos.

Mas vamos ver como foi a experiência usando o novo carro-chefe da Nokia.

Começamos com o fato de o novo Nokia 9 PureView ter um bom tamanho e que na embalagem também temos uma capa de silicone para proteção imediata, algo que realmente gostamos.

O fato de possuir uma câmera quíntupla na parte traseira, com lentes da ZEISS, mas não se projetar do corpo do dispositivo, é algo muito positivo, pois é mais fácil instalá-lo e extraí-lo de uma caixa ou de um bolso, enquanto ele não existe. preocupação com a proteção da câmera. Além disso, é muito importante que o dispositivo tenha impermeabilização IP67, o que é necessário, principalmente ao tirar fotos ao ar livre, em ambientes naturais ou urbanos.

O Nokia 9 PureView possui 128 GB de memória, o que é parcialmente positivo, e achamos que, como fotógrafos, esse provavelmente é o tamanho mínimo de espaço de armazenamento conveniente para alguém que usa seu smartphone para tirar fotos e vídeos. Infelizmente, ele não aceita cartão de memória.

A partir de então, o sistema operacional Android 9 é muito fácil de usar (especialmente para aqueles que usam smartphones Android) e a função que temos para acessar diretamente a câmera com um clique duplo no botão liga / desliga está lá, para que possamos estar sempre prontos para eles. nossos downloads.

Vamos passar à experiência da câmera usando o Nokia 9 PureView.

Começamos com o fato de o Nokia 9 PureView ter 9 funções: Foto, Vídeo, Monocromático, Quadrado, Panorama, Câmera lenta, Tempo decorrido e Pro.

Além da função Monocromática, na qual o Nokia 9 Pureview usa apenas os três sensores monocromáticos nas outras funções fotográficas, ele usa todos os cinco.

O resultado é excelente, tanto em termos de qualidade, alcance dinâmico e resposta a pouca luz.

Em particular, gostamos muito de tirar fotos em preto e branco, com muito bom alcance dinâmico e contraste.

O que gostaríamos de melhorar com algumas atualizações de software é o atraso no processamento dos dados que a composição final da imagem recebe quando tiramos uma foto colorida.

Às vezes, o chamado processamento que você verá em nosso vídeo é irritante, chegando a 15 segundos por caso (as coisas são um pouco melhores se você só produz JPEG e tem a profundidade desativada por menos de 10 segundos). O bom é que só nos importamos quando vemos a foto depois de tirada, ou seja, podemos tirar fotos continuamente sem demora desse processo. Certamente, os dados de cinco câmeras e sua composição em uma imagem final são demorados, mas imaginamos que, no futuro, sua velocidade de processamento deverá ser aprimorada, o que tornará o Nokia 9 PureView ainda mais atraente.

Obviamente, não negligenciamos o fato de que o download simultâneo de JPEG e RAW (gostaríamos de poder baixar apenas arquivos RAW) “consome” muito espaço de armazenamento (e bateria) e, apesar dos 128 GB de memória interna, gostaríamos de ter uma opção para colocar um cartão de memória extra.

Quanto à alta faixa dinâmica de nossas imagens, o Nokia 9 PureView captura da melhor maneira os detalhes em áreas muito claras ou escuras do quadro.

Os arquivos JPEG geralmente são satisfatórios, mas percebemos que há uma tendência a aumentar a acidez e a saturação da cor, o que felizmente não é muito grande, mas um olho experiente pode perceber. Felizmente, a existência de arquivos raw-dng permite a criação do JPEG final exatamente como o fotógrafo deseja, o que significa que o Nokia 9 PureView é mais para tipos de usuários fotográficos, que estarão no processo de lidar com arquivos RAW e terão conhecimentos básicos de informática.

A função Profundidade para ajustar a profundidade de campo e selecionar o ponto de foco após o disparo, mas também o volume do desfoque, notamos que geralmente funciona com sucesso, embora em alguns casos a alteração do ponto de foco não funcione perfeitamente, exceto em objetos que estão muito próximos.

A função retrato e o isolamento de fundo na maioria dos casos funcionam bem, tanto com a câmera traseira quanto com a câmera frontal, mas a tendência do smartphone de às vezes fornecer imagens HDR de alta potência com o modo correspondente ativado pode ser um problema para aqueles que apenas querem capturar luz natural.

Em relação ao vídeo, o Nokia 9 PureView funciona muito bem, sem exageros, tanto na câmera frontal quanto na traseira.

Em nossa conta do Flickr, já carregamos algumas das imagens que tiramos com o novo smartphone, na análise completa dos arquivos JPEG.

Veja aqui.

O Nokia 9 Pureview é definitivamente um smartphone que ocupará qualquer pessoa que queira comprar um dispositivo com orientação fotográfica e não o usuário comum que apenas fotografa.

Seu preço pode ser menor para que ele possa competir melhor com as propostas da competição entre 550 e 600 euros (como o novo Xiaomi Mi 9 e Honor 20 Pro), mas achamos que é uma boa implementação. A Nokia parece ter escolhido um grupo-alvo mais específico de usuários que desejam obter imagens de qualidade, oferecendo um dispositivo que fará exatamente isso, embora seja necessário melhorar algumas coisas para poder dizer que está entre as principais escolhas dos fotógrafos.

Gostamos: – da qualidade das imagens e vídeos – da faixa dinâmica – das imagens em preto e branco – dos arquivos RAW

Gostaríamos de: – velocidade de processamento de imagem muito mais rápida para visualizá-las – JPEG mais cuidadoso – slot para cartão de memória externo – zoom óptico – estabilizador óptico – maior controle HDR