Telegrama removido da App Store, “falha na pornografia infantil”

A causa da remo√ß√£o tempor√°ria do Telegram (e Telegram X) da Apple App Store deve ser atribu√≠do √† presen√ßa de conte√ļdo pornogr√°fico infantil disseminado por meio do aplicativo por alguns usu√°rios. Isso foi afirmado por Phil Schiller, vice-presidente s√™nior da divis√£o de marketing global da empresa Cupertino, que enviou um email ao conhecido portal 9to5Mac para esclarecer a situa√ß√£o.

Como você se lembrará, há alguns dias o Telegram foi removido da App Store, só estará disponível novamente em algumas horas. Pavel Durov, fundador do aplicativo, respondendo a um usuário no Twitter, explicou que havia recebido uma comunicação da Apple sobre a remoção.

“Fomos notificados pela Apple de que conte√ļdo inapropriado acess√≠vel aos nossos usu√°rios resultou na remo√ß√£o de ambos os aplicativos do Telegram. Quando ativamos as prote√ß√Ķes necess√°rias, esperamos que os aplicativos retornem √† App Store“, foi o que Pavel Durov escreveu.

Leia tamb√©m: Telegrama removido da App Store por “conte√ļdo inapropriado”

Certamente n√£o √© nenhum mist√©rio a presen√ßa no Telegram de grupos e canais com conte√ļdo que n√£o √© legal ou que est√° √† beira da legalidade (especialmente em rela√ß√£o √† pornografia e pirataria). Por esse motivo, questionamos inevitavelmente a natureza do material que levou a empresa Cupertino a fazer uma escolha t√£o dr√°stica. E aqui vem a explica√ß√£o hoje.

534916e9caf1d70b4962a7ccaac84172 1b23e9a0b0a9eacaebadc06091772a938

“Os aplicativos de telegrama foram removidos da App Store porque nossa equipe foi alertada sobre a presen√ßa de conte√ļdo ilegal, em particular pornografia infantil. Ap√≥s verificar a exist√™ncia desse conte√ļdo, a equipe removeu os aplicativos da loja, alertando os desenvolvedores e informando as autoridades relevantes, incluindo o NCMEC (Centro Nacional de Crian√ßas Desaparecidas e Exploradas) “, afirmou Phil Schiller.

O pr√≥prio Schiller especificou como a equipe da App Store trabalhava com os desenvolvedores do Telegram para remover esse conte√ļdo ilegal e banir os usu√°rios respons√°veis ‚Äč‚Äčpor sua distribui√ß√£o. Depois que isso for feito e as medidas tomadas para evitar epis√≥dios semelhantes forem verificadas no futuro, eis a readmiss√£o do famoso aplicativo de mensagens instant√Ęneas na loja virtual da Apple (como dito no in√≠cio, ele estar√° dispon√≠vel novamente ap√≥s algumas horas).

Telegram App Store
Phil Schiller

“Nunca permitiremos a distribui√ß√£o de conte√ļdo ilegal por aplicativos na App Store e tomaremos medidas oportunas sempre que tomarmos conhecimento de tais atividades. Acima de tudo, toler√Ęncia zero a qualquer atividade que coloque menores em risco: a pornografia infantil est√° no topo da lista de coisas que nunca deveriam acontecer “, escreveu Phil Schiller.

As declara√ß√Ķes de Schiller chegaram √†s v√©speras do Dia da Internet Mais Segura, o dia mundial da seguran√ßa de rede, comemorado hoje. Ent√£o o c√≠rculo dessa hist√≥ria se fecha, embora fosse interessante conhecer a medidas espec√≠ficas adotadas pelos desenvolvedores em colabora√ß√£o com a equipe da App Store, dadas as poucas horas de remo√ß√£o impostas ao Telegram.

logotipo do telegrama

A sensação, no entanto, é que a Apple, através dessa postura, também queria dar um aviso a todos os outros aplicativos presentes na loja digital da empresa Cupertino. Afinal, a facilidade de acesso aos aplicativos requer a necessidade de mais controles.