Telefones celulares baratos adquirem um sensor de impressão digital graças ao Redmi

Redmi

Os sensores de impressão digital, embutidos na tela, são uma das principais diferenças entre os telefones celulares de baixo custo e os principais modelos. Isso se deve ao fato de a tecnologia de impressão digital estar limitada às telas OLED, que são mais comuns em telefones celulares mais caros. Mas agora isso parece estar mudando, a Redmi introduziu pela primeira vez um sensor de impressão digital em um dispositivo com uma tela LCD.

Lu Weibing, gerente geral da Redmi, postou um vídeo no Weibo mostrando um celular com tela LCD com tecnologia de sensor de impressão digital embutida.

Como o sensor funciona?

At√© agora, os dispositivos com uma tela LCD n√£o conseguiam obter um sensor de impress√Ķes digitais sob o vidro, pois ele √© espesso e n√£o permite que a luz passe pela tela.

No entanto, Redmi afirma ter usado um “filme infravermelho de alta qualidade” que permite que a luz passe atrav√©s de uma tela LCD.

Redmi n√£o √© o √ļnico a tentar fazer isso

No ano passado, v√°rias empresas de tecnologia apresentaram seus planos de integrar sensores de impress√£o digital em telas de LCD.

Em junho de 2019, a BOE, fabricante de telas que já havia fabricado a tela para o Huawei Mate 20 Pro, anunciou sua parceria com a AUO Optronics para desenvolver telas de LCD compatíveis com a tecnologia de impressão digital. Além disso, a empresa chinesa Fortsense disse em abril passado que havia conseguido criar uma tela LCD que funcionasse com a tecnologia na tela.

√Č muito prov√°vel que a Redmi tenha feito parceria com outra empresa chinesa para ter sucesso nesse empreendimento. Isso, por sua vez, significa que outras empresas de smartphones da China poder√£o em breve lan√ßar modelos que apresentar√£o telas de LCD com sensores de impress√£o digital embutidos.