Tela do smartphone mais resistente graças ao grafeno

Uma tela de smartphone significativamente mais forte e com menor custo? Possível ouvir um grupo de cientistas da Universidade de Sussex que ele encontrou em nanofios de prata e grafeno aliados válidos para resolver o problema de fragilidade da tela.

Atualmente, as telas s√£o feitas com √ďxido de √≠ndio e estanho (ITO), uma solu√ß√£o que se destaca por sua transpar√™ncia e alta condutividade – fundamental para a opera√ß√£o da tecnologia de toque. O problema √© que n√£o √© apenas delicado, mas tamb√©m caro, j√° que o √≠ndio √© uma das chamadas terras raras.

tela

A alternativa mais plausível para o índio é aprata, praticamente o elemento com um melhor nível de condutividade. Mas, mesmo neste caso, os custos são altos. Aqui está a idéia de usar fios de prata muito finos, que permitem condução, redução de consumo, melhor operação a baixas temperaturas do que os produtos atuais. Tudo combinado com grafeno para obter um filme de material claramente superior em cada frente, comparado ao ITO.

A combinação com grafeno nesta área é uma novidade e, além disso, permitiria cortar custos. Parece também que a produção dessas telas seria facilmente escalável em grandes quantidades.

O artigo publicado na revista American American Chemical Society detalha cada processo, mas não está claro quando o desenvolvimento terá terminado para permitir sua aplicação no campo industrial. Você apenas tem que esperar.