Tablet: a crise continua, contra a atual Ășnica Huawei

o vendas mundiais de tablets continuam a perder terreno e, no primeiro trimestre de 2017, caíram ainda mais8,5%, marcando o décimo trimestre consecutivo de perdas, de acordo com os resultados da IDC. Culpe o sucesso dos 2 em 1, que com sua flexibilidade continuam atraindo mais atenção do consumidor. A empresa de pesquisa de mercado calculou que, em geral, eles foram enviados globalmente durante o período do relatório 36,2 milhÔes de unidades.

Ryan Reith, da IDC, lembra que o mercado de tablets foi criado em 2010 com o lançamento do primeiro iPad, cresceu rapidamente entre 2010 e 2013 e atingiu seu pico em 2014. Hoje, parece que, por muitas razĂ”es, os consumidores nĂŁo estĂŁo mais motivado para comprĂĄ-los. “Continuamos acreditando que o principal motivo Ă© o aumento do vĂ­cio em smartphones, juntamente com a progressĂŁo dos fatores de forma” que levaram ao surgimento e Ă  disseminação de 2 em 1 “, conclui.

Ao analisar os cinco principais fabricantes de tablets, o nĂșmero mais relevante Ă© o Perda de terreno da Apple, que continua lĂ­der com 8,9 milhĂ”es de unidades entregues no primeiro trimestre de 2017 e com uma participação de mercado de 24,6%, mas perde 13% em relação ao mesmo perĂ­odo do ano passado. Um resultado que, como escreve a IDC no relatĂłrio oficial, “mostra que a Apple nĂŁo estĂĄ imune Ă  dinĂąmica da mudança no setor e Ă  demanda do consumidor”. A empresa californiana deve, no entanto, continuar se destacando, graças tambĂ©m ao iPad Pro, um produto que deve permitir a sua competitividade no mercado high-end, apesar do uso de um “sistema operacional mĂłvel”.

Os cinco principais fabricantes globais de tablets por nĂșmero de unidades entregues globalmente (as entregas sĂŁo em milhĂ”es)
Companhia Unidades entregues no primeiro trimestre de 2017 Participação de Mercado 1T 2017 Unidades entregues no primeiro trimestre de 2016 Participação de Mercado 1T 2016 Diferença em relação ao mesmo período de 2016
1. Apple 8,9 24,6% 10,3 25,9% -13,0%
2. Samsung 6.0 16,5% 6.0 15,2% -1,1%
3. Huawei 2.7 7,4% 2.0 5,1% 31,7%
4. Amazon.com 2.2 6,0% 2.2 5,6% -1,8%
5. Lenovo 2.1 5,7% 2.2 5,5% -3,8%
Outras 14,4 39,8% 16,9 42,7% -14,7%
Total 36,2 100,0% 39,6 100,0% -8,5%
Fonte: IDC Worldwide Quarterly Tablet Tracker, 4 de maio de 2017

Segundo lugar para Samsung, que mantĂ©m inalterada a posição no ranking e em substĂąncia as entregas, que caem apenas 1,1%. Graças ao anĂșncio constante de novos modelos – tambĂ©m e principalmente no setor de produtos com teclado destacĂĄvel.

A exploração nesta rodada Ă© de atĂ© Huawei, que foi a Ășnica empresa no top 5 a registrar crescimento positivo no primeiro trimestre de 2017, com embarques de 2,7 milhĂ”es de unidades e uma crescimento de 31,7% comparado com o mesmo perĂ­odo do ano passado. Como a Samsung, a Huawei migrou lentamente seu portfĂłlio de tablets de produtos baseados no Android para aqueles no Windows.

Os rankings Amazon e Lenovo fecham, com uma ligeira queda em relação ao perĂ­odo de referĂȘncia, mas no geral uma tendĂȘncia estĂĄvel.