Sony Xperia XZ3 avaliação: tela maravilhosa, ergonomia a ser revisada

O Xperia XZ3 √© o novo smartphone Android de gama alta da Sony. √Č de 799 euros, um n√ļmero alto, mas ainda contido em compara√ß√£o com os concorrentes diretos, em boa parte vendido por mais de 1.000 euros. Ele incorpora perfeitamente a filosofia da empresa japonesa, que optou por continuar seu caminho em termos de design e funcionalidade, enquanto introduz alguns novos recursos para atender √†s tend√™ncias atuais.

Aqui est√° uma importante redu√ß√£o de quadros em compara√ß√£o com o Xperia XZ2, sem, no entanto, abra√ßar o entalhe, o “entalhe” que agora caracteriza a maioria dos smartphones. A tecnologia de LCD da tela tamb√©m foi arquivada – com a qual a Sony, entretanto, obteve um excelente desempenho – a favor do OLED, usado pela primeira vez pela empresa japonesa, no setor de dispositivos m√≥veis, neste XZ3.

Escolhas que, de fato, representam os reais recursos distintos – positivos e negativos – do novo topo de gama: por um lado, a tela, como veremos, tem um rendimento excepcional; por outro lado, o design com arma√ß√Ķes reduzidas e bordas arredondadas, juntamente com o uso de vidro para o corpo, tornam o XZ3 realmente n√£o ergon√īmico, apesar de ser esteticamente impactante.

Exibição e manuseio, dois lados da mesma moeda

H√° muito pouco a dizer na tela deste Xperia XZ3. √Č simplesmente maravilhoso, um painel de 6 polegadas com resolu√ß√£o de 1.440 x 2.880, feito diretamente pela Sony. A tecnologia escolhida √© o P-OLED, j√° visto em dispositivos como LG V30 e o mais recente Google Pixel 3 XL. Pode ser visto perfeitamente de qualquer √Ęngulo, sem problemas na visibilidade externa, excelente brilho e contrastes de n√≠vel superior.

Como j√° aconteceu no Xperia XZ2, a empresa japonesa se integrou na exibi√ß√£o do tecnologias emprestadas diretamente de sua gama de televisores. Entre eles, destacam-se os chamados Triluminus e X-Reality, que interv√™m sobretudo na gama de cores e nos detalhes. N√£o h√° falta de suporte para HDR, com o XZ3, que foi inclu√≠do nas listas restritas do YouTube e Netflix como um dos melhores smartphones para aproveitar o conte√ļdo desses servi√ßos.

A funcionalidade sempre ativada √© muito conveniente que, mesmo quando o XZ3 est√° em modo de espera, permite visualizar informa√ß√Ķes como hora, status da bateria e notifica√ß√Ķes. Em alguns casos, achei o sensor de brilho autom√°tico impreciso, tanto que tive que intervir manualmente. Entre outras coisas, a tela possui uma dupla curvatura nas laterais, o que ajuda a imergir o usu√°rio na exibi√ß√£o de filmes. Al√©m disso, as arestas s√£o sens√≠veis √† press√£o, ent√£o, literalmente, aperte seu smartphone para iniciar algumas a√ß√Ķes r√°pidas.

Essa funcionalidade nos permite introduzir a discuss√£o relacionada √† ergonomia. Sim, porque os quadros estreitos, juntamente com a dupla curvatura da tela, muitas vezes levam ao in√≠cio dessas a√ß√Ķes r√°pidas inadvertidamente. O mesmo vale para toques involunt√°rios na tela, que est√£o na ordem do dia com o Xperia XZ3, especialmente quando o seguramos com uma m√£o. Um fen√īmeno que tamb√©m ocorre quando a colocamos horizontalmente para tirar uma fotografia: muitas vezes fecha o aplicativo da c√Ęmera sem querer.

Lembre-se, o XZ3 foi desenvolvido com perfeição, pois a Sony nos acostumou amplamente a seus smartphones topo de gama. A concha de vidro, arredondada na parte traseira, proporciona uma sensação de toque realmente muito alta. Por outro lado, no entanto, torna o dispositivo muito escorregadio e a redução dos quadros faz o resto. Em conclusão, é o produto clássico em que o manuseio foi sacrificado no altar do design, portanto, é necessária uma cobertura.

Um exemplo impressionante disso √© o posicionamento do sensor de impress√£o digital (sempre preciso e r√°pido). Est√° localizado no centro – levemente movido para cima – da tampa traseira. Uma escolha que certamente d√° uma sensa√ß√£o de simetria nas costas, mas n√£o muito confort√°vel no uso di√°rio. Depois de um tempo voc√™ se acostuma, mas acima de tudo, inicialmente, voc√™ se v√™ colocando o dedo, por engano, na c√Ęmera.

No entanto, tamb√©m existe a certifica√ß√£o IP68 para resist√™ncia a l√≠quidos, o vidro traseiro possui um excelente tratamento oleof√≥bico, por isso ret√©m pouqu√≠ssimas impress√Ķes digitais. A cor preta, assunto de nossa an√°lise, √© realmente muito elegante ao vivo, mas, de qualquer forma, o XZ3 tamb√©m √© vendido nas cores “Silver White” e “Forest Green”, que pudemos assistir ao vivo durante a IFA de Berlim, que tamb√©m foi bem feita.

C√Ęmera de alto desempenho e convincente

Sob o corpo est√° o Snapdragon 845 da Qualcomm. Um processador agora amplamente testado, integrado na maioria dos smartphones de primeira linha deste ano (o √ļltimo, em ordem cronol√≥gica, √© o Xiaomi Mi Mix 3). No XZ3, ele √© suportado por 4 Gigabytes de RAM que, gra√ßas ao trabalho de otimiza√ß√£o usual da Sony, permitir que o smartphone seja verdadeiramente fluido e responsivo o tempo todoou, em qualquer situa√ß√£o de uso.

Tela QHD + de 6 polegadas, 1.440 x 2.880, 537 ppi, 18: 9, Gorilla Glass 5, X-Reality for Mobile, Triluminus
SoC Qualcomm Snapdragon 845
GPU Adreno 630
RAM 4GB
Armazenamento 64 GB expansível via micro-SD
C√Ęmera traseira 19 MP f / 2.0, EIS, flash LED, grava√ß√£o de v√≠deo em 4K 30 fps HDR, c√Ęmera lenta Full HD 960 fps
C√Ęmera frontal Grava√ß√£o de v√≠deo de 13 MP f / 1.9, Full-HD 30fps
Conectividade Dual-SIM, Bluetooth 5.0, Wi-Fi ac de banda dupla, NFC, GPS A-GLONASS Galileo
redes LTE cat.18, Bandas 1, 2, 3, 4, 5, 7, 8, 12, 13, 17, 19, 20, 26, 28, 29, 32, 66
Segurança Sensor biométrico na contracapa
Bateria 3.300 mAh
recarregar USB tipo C, carregamento rápido Quick Charge 3.0, carregador compatível incluído na embalagem
Sistema operacional Android 9 Pie
dimens√Ķes 158 x 73 x 9,9 mm
Peso 193 gramas
cores Preto, prata, verde
Preço 799 euros

A dissipação de calor é muito boa, é realmente difícil percebê-la pelo corpo. A memória é 64 Gigabyte UFS 2.1 (expansível), que é o padrão mais rápido do mercado. Conectividade completa: Wi-Fi ac de banda dupla, NFC, Bluetooth 5.0, USB-C, GPS A-GLONASS com muito suporte para o Galileo, há também uma versão dual SIM. A tomada de áudio está ausente, mesmo se um adaptador estiver inserido na embalagem para compensar essa ausência.

A experi√™ncia do usu√°rio tamb√©m √© aprimorada pelo setor de √°udio. Existem dois alto-falantes est√©reo na frente, que garantem alto volume e excelente qualidade. H√° suporte para o Qualcomm aptX, tecnologia que melhora o desempenho do som com conex√Ķes bluetooth. E ent√£o, tamb√©m neste smartphone, a Sony integrou a tecnologia chamada “vibra√ß√£o din√Ęmica”: o XZ3 vibra de maneira sincronizada com o conte√ļdo que est√° sendo reproduzido, ajudando assim a imergir ainda mais o usu√°rio.

Quanto ao setor fotogr√°fico, a Sony continua a escolher uma abordagem no estilo do Google. Na parte traseira, na verdade, existe apenas um sensor de 19 megapixels com lente f / 2.0, sem estabiliza√ß√£o √≥ptica. O rendimento √© de alto padr√£o, sem d√ļvida, embora eu pessoalmente descubra que os algoritmos de processamento de imagem da empresa japonesa ainda est√£o um passo atr√°s dos concorrentes diretos. Um aspecto que sai especialmente √† noite, onde, por exemplo, o modo noturno das principais faixas da Huawei ainda faz a diferen√ßa.

De qualquer forma, a velocidade do obturador √© excelente e tamb√©m o foco. Discurso semelhante para a c√Ęmera frontal de 13 megapixels com lente f / 1.9. Al√©m disso, conforme a tradi√ß√£o, O software de fotos da Sony √© bem trabalhado, com uma interface extremamente intuitiva. O efeito bokeh (fundo desfocado) √© bom, mas n√£o est√° entre os melhores do mercado, belos efeitos baseados em realidade aumentada, que permitem adicionar elementos agrad√°veis ‚Äč‚Äčcomo dinossauros, emoticons e personagens animados √† imagem.

V√≠deos de alto n√≠vel, que podem ser gravados com resolu√ß√£o de 4K, a 30 qps. Existe a possibilidade de grav√°-los em HDR, sem esquecer a super c√Ęmera lenta a 960 fps, que neste XZ3 atinge a resolu√ß√£o Full-HD. Esse modo espec√≠fico foi introduzido pela primeira vez pela Sony, apenas para uso generalizado nos outros smartphones de primeira linha. Pessoalmente, por√©m, acredito que ainda √© a empresa japonesa implement√°-la melhor.

Software otimizado, autonomia suficiente

O XZ3 foi o primeiro smartphone a chegar ao mercado com o Android 9 Pie j√° a bordo. Portanto, n√£o faltam todas as novidades da nova encarna√ß√£o do rob√ī verde, que ilustramos extensivamente em um artigo dedicado. Como sempre, a Sony personaliza o software de forma convincente, sem perturbar a experi√™ncia de estoque do sistema operacional Google mas adicionando elementos que fazem a diferen√ßa no uso di√°rio.

Entre eles, é impossível não mencionar os aplicativos de sistema da empresa japonesa, como o music player, o gerenciador de arquivos ou a galeria, apenas para citar alguns. Tudo parece graficamente coerentee, além disso, o software não sobrecarrega a plataforma de hardware, permitindo que você obtenha o melhor, em termos de desempenho, de cada componente.

Algo que se reflete, em sentido positivo, tamb√©m na autonomia. O Xperia XZ3 possui uma bateria com pouca energia, ou a partir de 3.300 mAh. Com o meu uso (misturado entre LTE e Wi-Fi, 2 contas de email, centenas de notifica√ß√Ķes de redes sociais e aplicativos de mensagens instant√Ęneas, cerca de 1 hora de chamadas telef√īnicas), cheguei a 3 horas de tela de acesso em compara√ß√£o com 15/16 horas com o dispositivo longe da tomada el√©trica.

N√ļmeros em m√£os, portanto, voc√™ pode facilmente cobrir o dia √ļtil, ainda mais com um uso “normal” e menos intenso do nosso. Disse isto, existem concorrentes topo de gama que se saem muito melhor (consulte o Mate 20 Pro, que estamos tentando), tamb√©m porque voc√™ precisar√° de uma taxa adicional caso o XZ3 seja submetido a um estresse espec√≠fico. No entanto, a presen√ßa de carregamento r√°pido (carregador inclu√≠do na embalagem) e carregamento sem fio deve ser observada.

Conclus√Ķes: quem deve compr√°-lo?

São necessários 799 euros para levar o Xperia XZ3 para casa. Um preço mais baixo que um produto como o Google Pixel 3 XL, que começa em 999 euros com uma folha de dados praticamente especular. O mesmo Galaxy Note 9 ou Mate 20 Pro custa mais Рrespectivamente 1.029 e 1.099 euros Рoferecendo, por exemplo, 6 Gigabytes de RAM em vez de 4, além de mais sensores fotográficos.

No entanto, n√£o h√° d√ļvida de que, com base nos n√ļmeros agora alcan√ßados pelo topo da faixa, A Sony prop√īs o XZ3 a um pre√ßo competitivo, tamb√©m porque est√° destinado a diminuir ao longo do tempo. Quanto a uma poss√≠vel compra, acho que vale a pena o que foi escrito h√° alguns meses na revis√£o do antecessor XZ2: √© o smartphone ideal para quem est√° procurando, acima de tudo, uma tela de alto n√≠vel e, ao mesmo tempo, quer se diferenciar da multid√£o com um design diferente. Desde que voc√™ esteja pronto para desistir do manuseio, um aspecto que ainda pode ser mitigado com uma cobertura.