Sobre InteligĂȘncia Artificial e Estado

Em meados de junho de 2014, Stephen Hawkins (considerado pela comunidade cientĂ­fica como descendente moderno e vivo de Einstein) declarou: “Faz todo o sentido ter uma vida inteligente fora do nosso planeta. Mas se os alienĂ­genas decidissem nos visitar, isso teria efeitos devastadores sobre os seres humanos “.InteligĂȘncia artificial

Ao mesmo tempo, Elon Musk, fundador da SpaceX e da Tesla Motors, disse em 4 de agosto: “Temos que ter muito cuidado com InteligĂȘncia artificial. Provavelmente Ă© mais perigoso do que armas nucleares “. Quando perguntado o que ele quis dizer, ele respondeu: “Filmes foram feitos sobre isso, como, vocĂȘ sabe, Terminator”.

Ambas as questĂ”es tĂȘm a ver nĂŁo apenas com a tecnologia, mas tambĂ©m com a natureza humana gananciosa que pode estar se aproximando dos nĂ­veis de tendĂȘncias autodestrutivas, pois ela nĂŁo gosta dos presentes da natureza, mas quer criar e buscar caminhos (? ??), que provavelmente nunca deveria ter chegado perto.

Mas eles sĂŁo os Ășnicos? NĂŁo !

Portanto, percebemos que em 8 de agosto de 2014, a IBM anunciou que havia criado um chip chamado TrueNorth e estava basicamente tentando imitar a maneira como o cérebro reconhece padrÔes, com base em redes de transistores que imitam as redes neurais do cérebro.

Até agora, pode-se dizer que todos os itens acima pertencem ao domínio da ansiedade e da busca de novas formas de computadores. Alguns até afirmam que tais descobertas podem ajudar em cirurgias e missÔes difíceis nas profundezas dos oceanos.

Talvez até na descoberta de uma possível tecnologia extraterrestre, nas profundezas do universo.

Digamos que concordamos com esses motivos, mas nĂŁo se esqueça que a energia nuclear – inicialmente – deveria ser usada para fins mĂ©dicos e resolver problemas de energia E NÃO QUEBRAR cidades, sociedades e almas.

Onde serå difícil para a mente humana encontrar uma resposta é porque os pesquisadores da Universidade de Harvard estão desenvolvendo abelhas robóticas que podem ser usadas para fertilizar plantas, realizar operaçÔes de pesquisa e resgate em åreas propensas a terremotos, explorar ambientes ambientais perigosos e etc. ! E menciono isso como é claro e bem conhecido que as tecnologias de antena de celular desorientam, desmontam e destroem as sociedades de abelhas.

Autodestruição ou pesquisa? Desenvolvimento tecnolĂłgico ou um caminho para o “fim”? A resposta provavelmente Ă© auto-evidente, mas a pergunta Ă© quem e o que se beneficia com essas ousadas indulgĂȘncias … pesquisas e construçÔes quando, nĂŁo Ă© preciso muito entender que a questĂŁo nĂŁo Ă© o planeta Terra se tornar um planeta de mĂĄquinas, mas de seres humanos. . Pessoas verdadeiras que nĂŁo terĂŁo apenas essa “forma”.

Para finalizar, menciono o desgosto do papel principal de 1984 por J. Orwell: “VocĂȘ nĂŁo vive quando respira, mas quando estĂĄ livre.”

E acrescento, nĂŁo hĂĄ liberdade quando somos escravos de um laptop, ou nĂŁo, de um computador, de um copo de cerveja e de um sistema de mĂ­dia para criar um pensamento guiado. Nota:

Escrevi o que foi dito acima uma noite no final de 11/2014, sem publicĂĄ-las. Mas agora acho que devemos todos – pelo menos – estar cientes do que realmente estĂĄ acontecendo nas sociedades, povos e paĂ­ses, o que estĂĄ oculto por trĂĄs de teorias econĂŽmicas difĂ­ceis e enganosas … sob a compulsĂŁo das massas por meio de … ensino … esclarecido (bancĂĄrio) , polĂ­tico e de televisĂŁo), bem como o desenvolvimento de inteligĂȘncia artificial (veja anĂșncios do Google, Facebook, Apple, Baidu, Rostec em 5/2015), onde o conceito de “escravidĂŁo” adquirirĂĄ um novo significado!

E o antigo, o … conhecido, parecerĂĄ o ParaĂ­so diante do prĂłximo. A menos que a bolha das bolsas de valores internacionais funcione como um mecanismo de retorno aos valores e instituiçÔes reais.

NĂŁo aqueles mencionados pelo governo! PS

Segundo um estudo da Universidade do MIT, o uso de robĂŽs em cirurgia estĂĄ associado a pelo menos 144 mortes e mais de 1.000 feridos em um perĂ­odo de 14 anos nos Estados Unidos.

E algo mais.  Que o seguinte seja julgado como parte do declĂ­nio de uma cultura adormecida ... por conhecimento e ... conformidade ...

agrotiki secnews.gr Artificial Artificial Artificial Artificial Artificial Artificial

Postado por George T. Kanellakis, amigo do iGuRu.gr Nota do iGuRu.gr:

Quanto à palavra Estado no título do artigo, acreditamos que a tecnologia contribuiu para a globalização, transformando o mundo em um estado conectado digitalmente.

Além disso, é preciso pensar nos prós e contras de um mundo de consumo. com valores derivados de novelas americanas. Consideramos que esse problema possui extensÔes infinitas. Não é por acaso que o Blood Economic e, por outro lado, a Adequação EconÎmica que o planeta estå experimentando. Obviamente, o imperialismo econÎmico e o esgotamento de recursos podem estar diretamente ligados à exploração de um novo planeta, tornando necessårio o desenvolvimento de tecnologias de IA.

Mas achamos que Ă© uma Ăłtima discussĂŁo caber em uma nota.

Muito obrigado ao meu amigo George, que usou nossa pĂĄgina para expressar sua opiniĂŁo.