Snapdragon 855, os primeiros testes de campo: no topo do mundo Android, mas o Kirin 980 est√° l√°

Ap√≥s a apresenta√ß√£o no in√≠cio de dezembro, o Snapdragon 855 da Qualcomm est√° se preparando para apresentar uma grande parte dos smartphones Android de √ļltima gera√ß√£o em 2019. Nos √ļltimos dias, a empresa de San Diego permitiu que jornais internacionais pudessem testar esse novo processador em campo, e hoje os primeiros veredictos foram publicados. Entre os mais completos, certamente est√° o relat√≥rio Anandtech.

O conhecido portal dos EUA fez compara√ß√Ķes com o Snapdragon 845, antecessor do 855, e o Kirin 980 da Huawei, que ser√° o principal rival do Qualcomm SoC. Do ponto de vista puramente t√©cnico, a nova solu√ß√£o da gigante de San Diego compartilha muitos aspectos com os da empresa chinesa: processo de produ√ß√£o a 7 nm, CPU dividida em 3 clusters, uso dos mais recentes n√ļcleos ARM ou Cortex-A76.

As not√≠cias comparadas ao Snapdragon 845 s√£o not√°veis. A 855 suporta mem√≥rias LPDDR4X e c√Ęmeras √ļnicas de at√© 48 megapixels, o que sugere que o setor fotogr√°fico ser√° um dos destaques no mercado de smartphones para 2019. Al√©m disso, a Qualcomm fala em um aumento de desempenho de 20% em termos de gr√°ficos e 45% em poder de computa√ß√£o, obviamente comparado √† gera√ß√£o anterior.

Os resultados do benchmark parecem confirmar essas previs√Ķes. A equipe da Anandtech continuou com o Snapdragon 855 360.000 pontos no AnTuTu e 11.200 pontos multicore no Geekbench (3.500 em n√ļcleo √ļnico). No entanto, resultados muito pr√≥ximos aos do Kirin 980 da Huawei, com uma vantagem maior do SoC Qualcomm no teste AnTuTu (280.000 pontos para o SoC da empresa chinesa).

Em contraste, no entanto, o Kirin 980 teve mais desempenho em testes do que, de alguma forma, simule o uso diário, como aqueles relacionados à navegação na web. Nesse sentido, no entanto, é necessário lembrar como o processador da Huawei já está instalado a bordo de smartphones realmente comercializados, enquanto o Snapdragon 855 foi testado em protótipos. Em suma, aspectos sobre os quais teremos que voltar ainda mais, como sempre acontece com os benchmarks.

As premissas, portanto, parecem ser positivas. Entre outras coisas, a nova GPU Adreno 640, além de garantir um desempenho de alto nível, parece ter um impacto energético significativamente reduzido em comparação ao passado. Uma vantagem que pode ter um impacto importante na autonomia. Aguardamos os primeiros dispositivos com o Snapdragon 855 a bordo para resumir, e o primeiro poderia ser a versão americana do Galaxy S10, chegando em 20 de fevereiro.