Samsung, processadores MediaTek para smartphones 5G de gama baixa?

Samsung poderia usar processadores MediaTek em smartphones low-end. Este Ă© o boato que vem se espalhando nas Ășltimas horas de que as duas empresas estĂŁo prestes a entrar em um acordo para levar o 5G ao mercado mais baixo do mercado de smartphones. Portanto, 2020 parece destinado a se tornar o ano da expansĂŁo do 5G.

O novo padrĂŁo de rede começou a dar seus primeiros passos em smartphones jĂĄ neste 2019, graças Ă  introdução de dispositivos capazes de se conectar a redes de quinta geração. No entanto, essa peculiaridade permaneceu exclusivo para smartphones de Ășltima geração. Mas as coisas jĂĄ estĂŁo começando a mudar.

O crĂ©dito por essa “democratização” Ă© principalmente para fabricantes como Qualcomm e MediaTek, que construĂ­ram processadores de gama mĂ©dia com modems 5G. Ainda hoje, o primeiro smartphone 5G chegou com o Snapdragon 765G da Qualcomm a bordo, o Redmi K30 5G oferecido na China a preços que se situam na faixa intermediĂĄria do mercado. Por outro lado, a MediaTek formalizou recentemente o Dimensity 1000, o primeiro chip da empresa de Taiwan com um modem 5G integrado, e deve anunciar soluçÔes econĂŽmicas com os nĂșmeros de modelo MT6885 e MT6873.

Apenas os dois Ășltimos teriam atraĂ­do o interesse da Samsung, que deve acompanhar o avanço de marcas chinesas como Xiaomi e OPPO, que – a partir do primeiro trimestre de 2020 – colocarĂŁo suas propostas 5G de gama mĂ©dia no mercado. Em conclusĂŁo, os prĂłximos smartphones da famĂ­lia Galaxy A ou Galaxy M podem suportar 5G jĂĄ nos prĂłximos meses. No momento, no entanto, nĂŁo hĂĄ nada certo e – como sempre – Ă© bom tratar essas informaçÔes com um alicate.

No entanto, com o anĂșncio oficial do Redmi K30 5G, podemos afirmar que a revolução 5G iniciou seu processo de democratização, abordando tambĂ©m os segmentos de mercado que nĂŁo pertencem ao segmento premium.