Samsung Galaxy Note 7: Samsung está considerando recuperar devido a bateria

O Samsung Galaxy Note 7 foi anunciado no início de agosto, com críticas tão impressionantes quanto as vendas. No entanto, a sequência não é tão boa para a Samsung, que é chamada a lidar com incidentes em que seu carro-chefe pega fogo durante o carregamento.

Foi relatado ontem que estava suspendendo os embarques do Samsung Galaxy Note 7 para fornecedores sul-coreanos, a fim de investigar o que estava acontecendo com o Note 7, uma notícia que foi confirmada mais tarde. Há uma chance de ele não se contentar com isso e prosseguir com o recall de algumas das 400.000 peças que ele vendeu em seu país natal, Coréia do Sul.

De acordo com o Korea Herald, a Samsung estava inicialmente pensando em lançar um programa gratuito de troca de bateria, mas agora está considerando retirar dispositivos reembolsando usuários ou substituindo completamente o dispositivo por novos.

O mesmo relatório afirma que a Samsung concluiu que o problema está na bateria. Diz-se que a bateria do Samsung Galaxy Note 7 vem de uma empresa com a qual a Samsung coopera, é o coreano ITM Semiconductor e que, segundo se diz, empreendeu a criação de todas as baterias na Coréia. A tecnologia chinesa Amperex conquistou o mercado chinês.

Desde as primeiras amostras de vendas, o Samsung Galaxy Note 7 parecia muito promissor, com meio milhão de vendas somente na Coréia em 2 semanas. No entanto, resta saber se a história com as explosões afetará suas vendas gerais.

Galaxy Note 7 explode