Samsung Galaxy Note 7: A nova “moda” que perturba os voos

Dado o problema com a bateria, que pega fogo, o Samsung Galaxy Note 7 foi banido por companhias aéreas nos EUA (e além). No entanto, parece que o celular continua causando problemas nos vôos.

Para colocá-lo mais corretamente, alguns optaram por usar o nome do telefone celular, como resultado do qual um voo foi cancelado e outro atrasado.

Tudo começou quando um passageiro decidiu nomear o WiFi do seu celular “Samsung Galaxy Note 7”. O resultado foi que o voo foi cancelado e os passageiros foram transferidos para outro voo.

O incidente aconteceu na terça-feira e foi repetido na quinta-feira em outro vôo de São Francisco para Boston. Segundo a BBC, um membro da tripulação da Virgin percebeu que havia um ponto de acesso Wi-Fi chamado “Samsung Galaxy Note 7_1097”. Acredita-se que haja um passageiro viajando com o celular Samsung proibido, que já pegou fogo em um avião.

O piloto da aeronave foi forçado a fazer uma declaração dizendo que, se o titular não for identificado, ele terá que fazer um pouso forçado e vasculhar todos os objetos dos passageiros até encontrá-lo.

“Simplesmente chegou ao nosso conhecimento então. Vamos acender as luzes (são 23h) e revistar a bolsa de todos até encontrá-la. Este é o capitão falando. Aparentemente, o plano terá que ser desviado e revistado se ninguém confessar logo ”.

Eventualmente, a pessoa que pensou em fazer a piada apareceu, admitiu que não tinha a Nota 7 em suas mãos, mas apenas colocou o nome em WiFi. A equipe fez um novo anúncio dizendo: “Senhoras e senhores, encontramos o dispositivo. Felizmente, apenas o nome do dispositivo foi alterado para Galaxy Note7. Não era um Galaxy Note 7 ”.

Quanto ao curinga, ele não sofreu nenhuma punição.

nota 7 aeroporto

: 1.2