Russos culpam a Apple por definir pre├žos do iPhone

O Servi├žo Federal Antimonop├│lio da R├║ssia (FAS) acusou a Apple de estabelecer pre├žos para v├írios iPhones vendidos no pa├şs por 16 varejistas locais. Segundo as autoridades, a Apple foi quem determinou os pre├žos pelos quais as lojas vender├úo o iPhone.

Qualquer varejista que discordasse de sua pol├ştica e fosse encontrado vendendo a pre├žos mais baixos deveria cumprir ou perderia os direitos de venda que possu├şa com a gigante da tecnologia.

Em um comunicado, a FAS disse que os iPhone 5s, iPhone 5c, iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone 6s e iPhone 6s Plus tinham o mesmo pre├žo que a maioria dos vendedores, como ditado pela Apple, e mantidos por um quarto. Por seu lado, a Apple R├║ssia monitorava os pre├žos on-line e, nas lojas f├şsicas, se algu├ęm se desviava, eles eram solicitados a alterar o pre├žo.

A Apple Rus monitorou os pre├žos de varejo para smartphones Apple iPhone instalados por revendedores em lojas e pontos de venda on-line e, no caso de pre├žos “inadequados”, a subsidi├íria russa Apple enviou e-mails aos revendedores com uma solicita├ž├úo para alter├í-los. Al├ęm disso, a conformidade com os pre├žos de varejo recomendados pelos revendedores pode dever-se ├ás disposi├ž├Áes dos contratos entre a Apple Rus e os revendedores “, afirma o an├║ncio da FAS.

A Apple n├úo fez nenhuma declara├ž├úo oficial sobre o incidente, mas o chefe da FAS disse que a empresa cooperou com as autoridades. Segundo ele, a Apple tomou as medidas necess├írias para impedir a viola├ž├úo dos regulamentos e n├úo repeti-los no futuro. A Apple pode acabar pagando uma multa de 15% de suas vendas na R├║ssia.

A Apple tem o direito de contestar a decisão nos próximos três meses, mas, como não fez nenhum comentário oficial, não está claro o que pretende fazer.

ma├ž├ú r├║ssia