Rússia: proíbe smartphones sem software russo

Rússia

A Rússia está abrindo o caminho para a Internet e a tecnologia em geral para seus residentes, já que seu governo aprovou uma nova lei que não permitiria que o país tivesse smartphones não pré-instalados. Software russo.

Anteriormente, o governo também aprovou a lei da Internet Soberana, que cobre seu próprio site.

Nova lei da Rússia

A câmara baixa do parlamento da Rússia aprovou uma nova lei que proíbe a venda de certos smartphones, computadores e TVs inteligentes que não possuem software russo.

A nova lei entrará em vigor em julho de 2020 e tem como objetivo facilitar o uso dos dispositivos pelos cidadãos.

Embora a Rússia seja rigorosa quanto ao uso de software russo, ela não proibirá a venda de dispositivos com outro software. Os dispositivos simplesmente precisam ser equipados com software russo.

A lista de dispositivos que deveriam ter o software russo a ser aceito na Rússia ainda não foi anunciada.

Embora nem todos os detalhes da conta sejam conhecidos, acredita-se que os dispositivos também venham com aplicativos russos pré-instalados.

Aqueles que violarem esta lei serão multados em cerca de 200.000 rublos (US $ 3.100).

Positivo e negativo da nova conta

Os cidadãos podem acreditar que a nova lei facilitará o uso dos dispositivos, mas também tem suas desvantagens.

Como no caso da Internet russa, a lei levanta preocupações sobre privacidade e segurança. Há suspeitas de que tanto o software quanto os aplicativos permitirão ao governo espionar seus cidadãos, violando sua privacidade.

Além disso, a pré-instalação do software russo é uma tarefa exigente, que pode levar muitas empresas a retirar seus produtos do mercado russo, o que, por sua vez, pode afetar todo o país, pois precisará desenvolver ainda mais seus próprios produtos. tecnologia para atender às necessidades de seus negócios.

Obviamente, nem todos os detalhes da lei foram concluídos ainda e algo pode mudar até o verão.