Rússia afirma ter projetado sua própria internet

A Rússia tem sua própria internet RuNet

No início desta semana, o governo russo anunciou que havia realizado uma série de testes que permitiam que o país fosse completamente desconectado da rede mundial de computadores.

O teste começou na semana passada e durou alguns dias. Incluía muitos provedores locais de serviços de Internet e empresas de telecomunicações, que trabalhavam com o governo.

RuNet e testes

O principal objetivo dos testes era determinar se o sistema RuNet funciona certo. Para quem não conhece, o RuNet é uma infraestrutura de Internet russa capaz de operar sem acesso ao sistema DNS global ou à Internet. Em outras palavras, a rede RuNet é a maior intranet do mundo.

Infelizmente, o governo não divulgou mais detalhes sobre os testes e como foram realizados. O porta-voz oficial disse apenas que muitos cenários foram examinados pelo governo russo. Um dos cenários ainda incluía uma simulação de ataques cibernéticos por um país estrangeiro ou qualquer outro entidade hostil.

Em uma entrevista hoje, o vice-ministro do Desenvolvimento Digital, Alexei Sokolov, disse que “tanto as autoridades quanto as autoridades de telecomunicações estão prontas para responder efetivamente a riscos potenciais e ameaças, além de garantir a operação da Internet e da rede de telecomunicações unificada na Rússia ”. Ele também disse que os resultados dos testes serão apresentados ao presidente Putin em 2020.

Os testes iniciais da RuNet foram agendados para abril de 2019. No entanto, foram adiados até o governo ter tempo suficiente para aprovar algumas leis necessárias para apoiar todo o empreendimento.

Entre as leis aprovadas, há uma que é referida como “Domínio da Internet” e permite que o governo desconecte completamente o país do resto do mundo, sem dar explicações precisas para suas ações. A lei foi aprovada para ser aplicada apenas em emergências em que questões são levantadas segurança nacional.

Fonte