Revis√£o do OPPO A9 2020: uma amostra de autonomia

OPPO A9 2020 √© o smartphone que faz voc√™ esquecer onde coloca o carregador. De fato, a for√ßa do novo dispositivo do fabricante chin√™s √© precisamente a excelente autonomia garantida por uma bateria de 5.000 mAh e alguma ren√ļncia de hardware. Com a mais recente adi√ß√£o √† S√©rie A, a marca chinesa est√° posicionada nessa faixa de pre√ßo entre 150 e 250 euros, onde a Xiaomi agora governa.

Tocando os produtos da marca OPPO, a comparação com os terminais da empresa de Lei Jun é inevitável. Isso ocorre porque as duas empresas decidiram focar tudo excelente valor para o dinheiro estratégia indo além das fronteiras nacionais. Uma filosofia que Рde acordo com as várias empresas de pesquisa de mercado Рparece render muito bem.

O A9 2020 chega √† It√°lia por 249 euros, mas j√° √© poss√≠vel encontr√°-lo a pre√ßos mais baixos. Como j√° mencionado para a linha de smartphones Reno2, a chegada nas redes de eletr√īnicos de consumo – como MediaWorld e Unieuro – dar√° √† marca uma maior visibilidade, o que poderia garantir um maior sucesso. Tudo temperado com uma plataforma de hardware que pode oferecer bom desempenho, no entanto, sem algum aspecto menos convincente que veremos durante nossa an√°lise.

Autonomia: a verdadeira força

Sem compromisso, O OPPO A9 2020 √© um verdadeiro campe√£o da autonomia. O smartphone pode oferecer uma dura√ß√£o que pode facilmente cobrir at√© dois dias √ļteis com uso m√©dio-alto. Ap√≥s mais de 32 horas da √ļltima recarga e com tempos de exibi√ß√£o ativos superiores a 7 horas, a porcentagem de bateria ainda marcou 32%. Resultados verdadeiramente excepcionais gra√ßas a muitos fatores.

Primeiro de tudo, embaixo do corpo, encontramos uma bateria de 5.000 mAh (sem suporte para carregamento rápido) mais do que suficiente para suportar o SoC Snapdragon 665 da Qualcomm, o mesmo que encontramos no Redmi Note 8T. Estamos falando de um processador de baixa energia que Рpor outro lado Рno A9 2020 é chamado para gerenciar uma tela LCD IPS de 6,5 polegadas com resolução HD +.

Portanto, √© um painel que tem pouco impacto na bateria, oferecendo um experi√™ncia visual justa: bons √Ęngulos de vis√£o, pretos rasos e visibilidade externa ligeiramente limitada em dias particularmente ensolarados. Obviamente, uma resolu√ß√£o mais alta teria sido apreciada e estamos longe da qualidade garantida pelos pain√©is OLED, mas estamos mais ou menos alinhados com a faixa de pre√ßo em que se encaixa.

Para lidar com todas as opera√ß√Ķes, o processador est√° emparelhado com 4 Gigabytes de RAM (LPDDR4X) e 128 Gigabytes de mem√≥ria interna expans√≠vel. A parte gr√°fica √© confiada √† GPU Adreno 610. Uma configura√ß√£o que ainda pode garantir um bom desempenho. Em geral, a navega√ß√£o √© suave e r√°pida, disponibilizando uma experi√™ncia de usu√°rio bastante convincente.

Percebi alguma hesita√ß√£o em algumas circunst√Ęncias (muitos aplicativos em segundo plano, usando v√°rios aplicativos ao mesmo tempo que Instagram e WhatsApp). N√£o est√° exclu√≠do que o OPPO possa melhorar ainda mais o desempenho com algumas atualiza√ß√Ķes futuras. Dissipa√ß√£o de calor perfeita, praticamente impercept√≠vel atrav√©s do corpo em policarbonato.

Conectividade completa que n√£o esquece o suporte para Dual-SIM (pode ser usado simultaneamente com expans√£o de mem√≥ria gra√ßas √† presen√ßa de um slot de tr√™s) NFC, conector de √°udio de 3,5 mm e Bluetooth 5.0. O som est√©reo √© garantido pelo √ļnico alto-falante posicionado na parte inferior e pela c√°psula auricular. A qualidade √© excelente.

Setor de design e fotografia sem efeito uau

O design do OPPO A9 2020 √© definitivamente menos impactante do que os irm√£os mais velhos Reno2 e Reno2 Z que tivemos a oportunidade de testar nas √ļltimas semanas. O desaparece barbatana de tubar√£o a favor de um entalhe mais cl√°ssico, os pain√©is tornam-se mais vis√≠veis e as c√Ęmeras traseiras mostram uma sali√™ncia – enquanto permanecem m√≠nimas – sem criar nenhum problema de estabilidade se o smartphone for colocado em um avi√£o.

A concha √© feita de policarbonato mas reproduz jogos agrad√°veis ‚Äč‚Äčde cores. Duas cores est√£o dispon√≠veis: Marine Green e Space Purple. O painel tende a reter um pouco demais as impress√Ķes digitais. A sensa√ß√£o, no entanto, √© a de um smartphone s√≥lido. As dimens√Ķes s√£o importantes (163,6 x 75,6 x 9,1 mm, peso de 195 gramas). Em resumo, √© f√°cil de manusear, gra√ßas √† espessura das arestas laterais, que mostram uma certa curvatura, mas n√£o √© t√£o f√°cil de usar com uma m√£o.

O sensor biom√©trico de formato oval est√° posicionado na parte traseira, imediatamente abaixo do compartimento fotogr√°fico. O reconhecimento de impress√Ķes digitais √© satisfat√≥rio (r√°pido e preciso). O mesmo n√£o se pode dizer do reconhecimento facial confiado apenas √† c√Ęmera frontal de 16 megapixels. Funciona razoavelmente bem em excelentes condi√ß√Ķes de ilumina√ß√£o, mas geralmente falha em reconhecer o rosto imediatamente. Quase imposs√≠vel desbloquear o dispositivo com pouca luz.

O setor fotogr√°fico √© composto por quatro c√Ęmeras. O sensor principal √© de 48 megapixels com lente f / 1.8 sem estabiliza√ß√£o de imagem √≥ptica; o sensor secund√°rio √© uma grande angular de 8 megapixels com lente f / 2.2; o terceiro sensor √© de 2 megapixels com lente f / 2.4 para o modo retrato e, finalmente, um sensor monocrom√°tico de 2 megapixels (f / 2.4). Uma configura√ß√£o que oferece versatilidade.

Os resultados est√£o longe dos melhores, mas est√£o alinhados com os dos concorrentes diretos. Geralmente, durante o dia a c√Ęmera funciona bem conseguindo capturar uma quantidade razo√°vel de detalhes e garantir um bom contraste. Percebi algumas dificuldades no gerenciamento de feixes de cores id√™nticas, como a copa das √°rvores, onde as cores s√£o um pouco mais misturadas. Efeitos que eu tamb√©m encontrei em outros dispositivos pertencentes √† mesma faixa de pre√ßo.

O resultado cai muito √† noite onde h√° uma perda importante de detalhes, as cores tendem a ser um pouco opacas e algum ru√≠do digital entra em cena. Existe um modo noturno que ilumina a cena um pouco mais em condi√ß√Ķes de pouca luz, mas tende a recriar cores que se voltam para amarelo / laranja. Os tiros feitos com efeito bokeh eles n√£o s√£o particularmente convincentes. As bordas geralmente s√£o cortadas de maneira imprecisa.

Discurso semelhante para o C√Ęmera frontal de 16 megapixels (f / 2.0). Os resultados s√£o muito bons durante o dia e o efeito bokeh funciona muito bem, conseguindo cortar melhor do que a c√Ęmera traseira. Os resultados mudam drasticamente √† noite. Em resumo, √© um setor fotogr√°fico que permanece na m√©dia, mas eu esperava um melhor desempenho da c√Ęmera traseira.

Conclus√Ķes: quem deve compr√°-lo?

N√£o h√° d√ļvidas. OPPO A9 2020 √© a compra ideal para quem quer um smartphone confi√°vel despretensioso do ponto de vista fotogr√°fico. A nova proposta da marca chinesa oferece autonomia surpreendente, gra√ßas n√£o apenas √† bateria de 5.000 mAh, mas tamb√©m a alguns comprometimentos de hardware, como a tela de 6,5 polegadas com resolu√ß√£o HD +. O processador Snapdragon 665 capaz de garantir um desempenho satisfat√≥rio tamb√©m contribui para os excelentes resultados da bateria. Tudo por ‚ā¨ 249, um valor completo considerando a queda de pre√ßo que caracteriza esse tipo de dispositivo.

Como j√° foi dito no in√≠cio, no entanto, o OPPO A9 2020 est√° posicionado em um segmento extremamente movimentado, onde a Xiaomi domina. De fato, os concorrentes diretos s√£o os smartphones da empresa de Lei Jun, como o Redmi Note 8 Pro e o Redmi Note 8T, vendidos em n√ļmeros semelhantes. Sem esquecer, os dispositivos da submarca Realme que pode ser comprado em valores entre 200 e 300 euros. Em suma, para tentar ser notado nesse segmento, seria necess√°rio oferecer algo mais ao usu√°rio, um toque de personalidade, como est√° acontecendo com a linha OPPO Reno. Vamos ver se o A9 2020 ser√° capaz de combater o avan√ßo da Xiaomi!