Quase ninguém usa o navegador Edge da Microsoft

A Microsoft lançou o novo navegador Edge para Windows 10, com grandes batalhas, descrevendo o aplicativo como um rival moderno do Firefox e do Google Chrome, que poderia substituir o Internet Explorer e conquistar o coração dos usuårios em todo o mundo. .

Microsoft borda

No papel, o Edge Ă© realmente um navegador muito atraente, mas, na realidade, ele nĂŁo possui recursos bĂĄsicos suficientes e, obviamente, precisa de muitas melhorias em desktops e tablets. É claro que alguns, segundo a empresa, devem ser lançados em breve.

Mas, no momento, o Edge nĂŁo parece ser a escolha preferida para quem instala o Windows 10 e navega na Web diariamente, pois o novo navegador nĂŁo viu nĂșmeros nas estatĂ­sticas de agosto de 2015.Microsoft borda

Os dados fornecidos pelo StatCounter, analista de mercado, mostram que, em agosto de 2015, o Google Chrome 44 era o mecanismo de pesquisa nĂșmero um, com uma participação de mercado de 44,48%.

O Internet Explorer 11 ficou em segundo com 10,89%, seguido pelo Firefox 39 com 7,45%. Existem vårias outras versÔes do IE, Chrome e Firefox, mas o Microsoft Edge não estå incluído nessas estatísticas.

A Ășltima entrada no grĂĄfico Ă© o Firefox 38, com 0,94%, o que provavelmente significa que o Edge estĂĄ abaixo dessa pontuação e estĂĄ incluĂ­do apenas na categoria “Outros”, que possui uma participação de mercado total de 15,89%.

Embora seja difĂ­cil dizer se esses nĂșmeros sĂŁo imprecisos ou nĂŁo, Ă© bastante claro que, no momento, o Microsoft Edge nĂŁo Ă© realmente um programa tĂŁo poderoso quanto Redmond afirma.

Faltam basicamente vĂĄrios recursos que jĂĄ estĂŁo disponĂ­veis em outros aplicativos concorrentes, mas a Microsoft prometeu melhorĂĄ-lo significativamente em futuras atualizaçÔes. É provĂĄvel que este seja o caso do pacote de atualização de outubro, que a Microsoft suportarĂĄ para extensĂ”es do Edge, elevando o navegador ao nĂ­vel do Chrome, Firefox, Opera, que jĂĄ oferece esses recursos.

O tempo dirĂĄ se o Edge terĂĄ chance de ter sucesso e se elevar acima do Internet Explorer, mas, por enquanto, Ă© bastante claro que a Microsoft ainda tem muito trabalho a fazer nessa ĂĄrea.