Qualcomm Snapdragon 835, quando especula√ß√Ķes on-line

o Snapdragon 835 est√° literalmente catalisando a aten√ß√£o da m√≠dia no setor de smartphones. O novo processador de gama alta da American Qualcomm representa uma esp√©cie de “objeto de desejo” dos principais players do mercado inteligente.N√£o √© por acaso que se tem falado, nos √ļltimos dias, de um hipot√©tico acordo exclusivo com Samung para a primeira parte de 2017. Uma indiscri√ß√£o, que desencadeou especula√ß√Ķes muitas vezes sem fundamento.

N√£o h√° acordo formal exclusivo entre a Samsung e a Qualcomm em rela√ß√£o ao Snapdragon 835. Isso representa o ponto de partida a partir do qual desenvolver uma an√°lise baseada essencialmente em dados concretos. De fato, o piv√ī de toda a hist√≥ria consiste no que ser√° o esfor√ßo de produ√ß√£o da empresa coreana para poder suportar a enorme demanda do mercado por Galaxy S8 que, diferentemente de seu antecessor, ser√° comercializado em larga escala com o 835 como seu cora√ß√£o pulsante.

1 a inserir após o quarto parágrafo
Qualcomm Snapdragon 835, quando a especulação é executada na web

Aqui está a razão que empurraria Qualcomm para dar uma espécie de precedência à empresa coreana. No entanto, este não é um contrato exclusivo, mas um negócio puro e simples. No final de 2015, foi firmada uma parceria real entre a empresa americana e Samsung, o que permitiu Qualcomm usar fisicamente os centros de produção na Coréia do Sul para construir seus próprios processadores.

A parceria em questão desencadeou uma espiral ascendente real para Qualcomm, que viu seu volume de negócios crescer quase 15 pontos percentuais. Neste ponto, é fácil entender por que a empresa americana decidiu favorecer a cadeia de produção da Galaxy S8.
Uma situação bem diferente de um contrato exclusivo.

Em todo esse cen√°rio, a posi√ß√£o dos concorrentes diretos √© enxertada. LG, Sony, Xiaomi, HTC, todas as empresas prestes a apresentar seu smartphone de primeira linha para a primeira parte de 2017. Nenhuma dessas realidade produz chips diretamente, como acontece por exemplo na Huawei, e inevitavelmente esse tipo de “acordo de cavalheiros” entre Samsung √© Qualcomm √© um problema para eles.

Sony, Xiaomi é HTC decidiram adiar a chegada de seus principais modelos, enquanto, nessas horas, o problema relacionado a G6. LG anunciou oficialmente um evento para 26 de fevereiro, à margem do Mobile World Congress, durante o qual ele levantará a cortina em sua nova faixa superior. Mas qual CPU vamos encontrar a bordo?

Fontes distintas falam de Snapdragon 821, processador de ponta Qualcomm no segundo semestre de 2016. Por outro lado, no entanto, antes de toda a quest√£o relacionada a Galaxy S8, sempre se falou em Snapdragon 835. Nesse sentido, algumas fontes extremamente autoritativas ficaram desequilibradas. Cr√©dito Sui√ßo, um dos gigantes financeiros do mundo, falou sobre 5 milh√Ķes de unidades do G6 j√° enviado nas primeiras semanas de marketing, com o 835 a bordo.

O que parece ser em todos os aspectos uma variante de LG G6, caracterizado pelo código H871, apareceu há pouco tempo Geekbench com mesmo a bordo Snapdragon 820. Então, aqui chegamos à conclusão mais óbvia: LG poderia ter duas variantes do G6, um com CPU 2016 para ser imediatamente colocado no mercado, outro com Snapdragon 835 para ser comercializado em maio, para poder jogar em pé de igualdade com aqueles que serão os principais adversários do intervalo nesse período. Veremos.