Proposta SecNews РA pornografia infantil diz respeito a todos nós.

Ap√≥s o alvoro√ßo que explodiu com a atividade de uma mente doente, o ped√≥filo Professor de Gin√°stica Nikolaos Seiragakis em Rethymno, todos entendemos que a quest√£o da prote√ß√£o infantil √© uma quest√£o inc√īmoda que preocupa a todos n√≥s. Cada um de n√≥s deve contribuir da maneira que pudermos e da posi√ß√£o que ocupamos, a fim de evitar incidentes semelhantes no futuro.

Ap√≥s o in√©dito nas cr√īnicas gregas (mas extremamente importante, consideramos, para a sociedade como um todo), a notifica√ß√£o de dados, dados e material fotogr√°fico pelo Minist√©rio da Prote√ß√£o Civil e <‚Ķ>

A pol√≠cia grega, esperamos que a pol√≠cia grega tome a√ß√Ķes semelhantes no futuro para todos os casos de abuso sexual de menores. O crime contra crian√ßas tem um rosto e todos precisamos saber.

Sugerimos at√© que todas as disposi√ß√Ķes relevantes sobre prote√ß√£o de dados pessoais sejam removidas no caso de publica√ß√£o de dados de pessoas envolvidas na pr√°tica de crimes relacionados a abuso sexual de menores. Um n√ļmero significativo de ped√≥filos usa as provis√Ķes de prote√ß√£o de dados em proveito pr√≥prio para continuar seu trabalho sem perturba√ß√Ķes.

Estudos psicol√≥gicos nos Estados Unidos e na Uni√£o Europ√©ia mostraram que os ped√≥filos permanecem perigosos mesmo ap√≥s serem presos, condenados e libertados, sempre retornando √† “cena do crime” das almas das crian√ßas inocentes.

A SecNews prop√Ķe e pode contribuir voluntariamente tecnicamente, se solicitado, para criar um banco de dados com dados pessoais de menores envolvidos em abuso sexual (equivalente ao site p√ļblico do National Sex Offender). Usando esses dados, os pais poder√£o usar aplicativos para smartphones, um site adequadamente personalizado e servi√ßos de localiza√ß√£o geogr√°fica. detectar ped√≥filos IMEDIATAMENTE e com facilidade que possam prejudicar os filhos de sua fam√≠lia.

Os pedidos correspondentes s√£o extremamente difundidos no exterior e s√£o usados ‚Äč‚Äčpelos pais na escolha de uma escola, casa etc., mas tamb√©m por ag√™ncias governamentais para identificar e monitorar com precis√£o a atividade das pessoas envolvidas em abuso sexual contra menores.

Talvez em algum momento a Autoridade de Prote√ß√£o de Dados de um estado como a Gr√©cia, que quer ser chamado de “favorecido” e “civilizado”, deva ouvir as demandas de hoje e da sociedade ou at√© mesmo alguns legisladores / ju√≠zes devam entender IMEDIATAMENTE a necessidade e a import√Ęncia da publicidade. dos elementos de tais mentes doentes. A letra da lei e a burocracia devem parar, para que deixe de ser uma desculpa e um meio de encobrir esses crimes. Caso contr√°rio, somos todos c√ļmplices, pois todos temos uma responsabilidade e todos devemos agir juntos.

Acreditamos que, com a escalada e as dimens√Ķes do fen√īmeno, ainda n√£o √© o momento em que chegaremos a casos de auto-julgamento, algo que √© claro que todos evitamos.

Esperamos ouvir você e sua participação neste assunto.

A SecNews quer a participação ativa de todos vocês, pois queremos fazer movimentos significativos para permitir o compartilhamento de dados por vítimas comprovadas de abuso infantil.

Equipe editorial da SecNews