Promotoria de crimes cibernéticos alerta sobre software “Crypto-Wall” de malware em nosso país

computador do crime

COMUNICADO DE IMPRENSA

A Diretoria de Processamento Cibernético informa os cidadãos sobre a aparência em nosso país do software malicioso “Crypto-Wall”

O software malicioso tem como objetivo pagar dinheiro como “resgate” para desbloquear – descriptografar arquivos e dados digitais nos computadores dos usuários

Software malicioso, como “Crypto-Malware”, pode afetar todas as versões do sistema operacional e se espalha principalmente por e-mails infectados.

A Diretoria de Processos Cibernéticos da Polícia Helênica informa os cidadãos sobre a aparência em nosso país do software malicioso “CryptoWall”.

Este software, que é uma evolução do malware conhecido “Cryptolocker”, é uma das ameaças digitais do tipo Crypto-Malware, embora possa afetar todas as versões do sistema operacional.

Em particular, o malware se espalha – é transmitido quando visitamos sites inseguros ou infectados, aparecendo como atualizações supostamente legais para aplicativos populares. No entanto, na maioria dos casos, o “CryptoWall” se espalha por e-mails infectados.

Mais especificamente, após a instalação no sistema operacional, esse malware, usando um sistema avançado de criptografia, criptografa – bloqueia todos os arquivos e dados digitais (vários tipos de arquivos, por exemplo: * .doc, * .docx, * .xls , * .ppt, * .psd, * .pdf, * .eps, * .ai, * .cdr, * .jpg, etc.) armazenados no computador do usuário infectado pelo vírus, enquanto Para desbloquear seus arquivos, um resgate deve ser pago, caso contrário, eles se tornam inacessíveis ao usuário.

O pagamento é feito através de um navegador anônimo, usando o bitcoin de moeda digital (BTC), após uma mensagem que aparece ao usuário, com instruções e instruções para pagamento.

Os usuários da Internet são aconselhados a não pagar as taxas exigidas para desencorajar essas práticas ilegais e impedir a propagação do fenômeno, embora devam ser muito cuidadosos e tomar medidas de proteção e segurança digital para evitar serem ofendidos por malware. Programas.

Especificamente:

  • Os cidadãos que recebem e-mails de remetentes desconhecidos ou de origem desconhecida são convidados a não abrir os links e a não baixar os anexos contidos neles, para os quais não sabem ao certo o remetente e o conteúdo do anexo. Arquivo. Além disso, os usuários devem suspeitar extremamente dos emails que parecem ter sido enviados por um serviço ou empresa.

  • É recomendável digitar URLs no navegador em vez de usar links.

  • programas de software genuínos devem ser usados ​​e atualizações devem ser atualizadas regularmente, e sempre deve haver um programa atualizado de proteção do computador (anti-computador).

  • faça backup dos arquivos de seus dispositivos (backup) em intervalos regulares, em uma mídia de armazenamento externo, para que, em caso de “violação” por malware, seja possível restaurar seus arquivos.

  • Recorde-se que, para incidentes semelhantes ou para fornecer esclarecimentos – conselhos, os cidadãos podem entrar em contato com a Diretoria de Processamento do Crime Cibernético nos seguintes detalhes de contato: