Preso com correspondĂȘncia e Natal

Os viciados em tecnologia dizem Trabalhadores britĂąnicos, que nĂŁo deixarĂŁo de ver seus e-mails nem no dia de Natal.

Pesquisa sobre 1.000 trabalhadores entre 18 e 24 anos na Grã-Bretanha, publicada pela BBC, afirma que 31% da metade dos participantes fará uma pausa no ambiente festivo para verificar seus e-mails, preocupando-se<
>

para que ele nĂŁo perca uma mensagem importante, que lhe custarĂĄ o emprego.

Mais da metade dos participantes do estudo nĂŁo se preocupou muito com o contato com o “objeto”, enquanto os mais jovens afirmaram que estavam mais dispostos, como esperado.

De fato, um em cada cinco disse que se sentiria “em desvantagem” se nĂŁo vissem seus e-mails durante o feriado, enquanto 34% significativos recusaram-se a abrir o computador.

A investigação ocorre logo apĂłs o anĂșncio da empresa Atos, para “abolir” os e-mails profissionais atĂ© 2014.

O CEO da gigante francesa disse Ă  BBC que os funcionĂĄrios, tanto no trabalho quanto em casa, estĂŁo perdendo muito tempo valioso, jĂĄ que a maioria dos e-mails nĂŁo Ă© Ăștil.

No entanto, como ele próprio admitiu, a maioria dos funcionårios tem medo de que algo realmente importante escape da atenção deles.

De acordo com outra pesquisa, os e-mails violam parcialmente a vida pessoal dos funcionĂĄrios, pois se sentem pressionados a responder diretamente Ă s mensagens comigo, com um em cada trĂȘs verificando suas mensagens a cada 15 minutos, no escritĂłrio ou no celular.

Fonte: nooz.gr