Pesquisa mostra que possuir um iPhone é o sinal mais comum de riqueza

iPhone X revelou 2

Um estudo de economistas da Universidade de Chicago e publicado no Business Insider mostra que ter um iPhone é um dos sinais mais comuns de riqueza.

Uma pesquisa realizada pelo Departamento Nacional de Pesquisa Econ√īmica dos EUA visa registrar os dados demogr√°ficos dos consumidores com base em seus h√°bitos de compra. Os resultados desta pesquisa mostram que possuir um iPhone ou mesmo um iPad √© um sinal de riqueza para os consumidores.

As economistas da Universidade de Chicago, Marianne Bertrand e Emir Kamenica, apontam que sua análise, baseada em 6.394 participantes, é baseada nas diferenças entre grupos sociais em termos de ideologia política de renda, educação, gênero, raça e consumidor. As diferenças entre os grupos são baseadas no consumo de material audiovisual na Internet, no comportamento de compra, no tempo gasto por cada consumidor e em seus comportamentos sociais.

Os resultados da pesquisa de todos os √ļltimos anos mostram que o produto que, com o tempo, mostra que algu√©m pertence √† categoria daqueles que t√™m altos sal√°rios, √© o iPhone, em termos do ano de 2016. Segundo os dados, ter um iPhone deu uma chance de 69,1% de adivinhar corretamente que o propriet√°rio espec√≠fico possui altos ganhos monet√°rios.

Houve também um relatório nos iPads, em que o suporte para tablet da Apple deu uma chance de 66,9% de prever corretamente que seu suporte era de alta renda, enquanto a porcentagem correspondente para os proprietários de smartphones Android é de 59,5%.