Os italianos e o smartphone, muitas brigas e pouco sono

Quantas vezes vocĂȘ foi atendido pelo seu parceiro porque “vocĂȘ estĂĄ sempre preso ao telefone” em vez de prestar atenção Ă  vida do casal? Bem, nĂŁo se preocupe (por assim dizer), vocĂȘ estĂĄ em boa companhia: de fato, 27% dos casais italianos discutem por causa do smartphone. É isso que se aprende lendo hĂĄ Pesquisa Global sobre Consumidores MĂłveis 2016 apresentado por Deloitte Baseia-se em pesquisas realizadas em 31 dos principais paĂ­ses do mundo, mas nĂŁo Ă© a Ășnica coisa interessante que surge sobre a nossa maneira de usar – muito e mal – o smartphone.

23C6AEAE00000578 2862432 Uma pesquisa constatou que quase trĂȘs quartos das mulheres cometeram um crime 14 1479796583349

De fato, os dados mostram que, pelo menos uma vez por mĂȘs, quase um em cada trĂȘs italianos Ă© ocupado pelos filhos (27%) porque estĂŁo ocupados demais com o smartphone, um elemento que detĂ©m a primazia de uma nação europĂ©ia na qual discutimos com mais frequĂȘncia por causa do telefone celular. A PolĂŽnia e a França seguem de perto, respectivamente, com 21% e 16% no que diz respeito Ă s discussĂ”es entre casais, enquanto a Holanda Ă© o paĂ­s onde as pessoas ficam menos irritadas na Europa (13%).

Nossos compatriotas afirmam encontre no smartphone uma fonte de distração da vida realevidentemente insatisfatĂłrio para muitos de nĂłs. De fato, quase um quarto dos entrevistados (21%) usa seus telefones celulares todos os dias para acompanhar os eventos dos VIPs e dos protagonistas do show business, fazendo-nos novamente conquistar o primeiro lugar na Europa por “fofocas sobre smartphones”.

Os italianos tambĂ©m gostam de usar o celular para jogos de realidade virtual, como PokĂšmon Go (13%), para procurar uma alma gĂȘmea (3%) e tentar a sorte com apostas online (2%). Com o uso de telefones da empresa tambĂ©m a disponibilidade se torna 24 horas, forçando o sacrifĂ­cio de tempo livre e horas de sono para responder a e-mails, geralmente tambĂ©m durante a noite (83%). 57% das pessoas de carreira checam o telefone imediatamente pela manhĂŁ; assim que acordam, 59% excedem 200 vezes durante o dia, 80% adormecem com o celular na mĂŁo.

A pesquisa tambĂ©m destaca como os italianos confiam nos sites tradicionais para as atividades mais comunscomo ler as notĂ­cias (67%) ou reservar viagens (61%), enquanto para os mais inovadores, como jogar (80%), verificar redes sociais (72%) ou procurar uma alma gĂȘmea (63%), eles preferem aplicativos . Aumento significativo para aplicativos de mensagens instantĂąneas: o nĂșmero de entrevistados que declaram usĂĄ-los aumentou de fato em 60%, enquanto o nĂșmero de pessoas que acessam o perfil social via aplicativo aumentou em 45%.

BLOG 5 Foto 2 SantuĂĄrio Sexy Fotolia Casal com telefones na cama 88475836 Assinatura Mensal M 3

E a preferĂȘncia dada Ă  conexĂŁo mĂłvel ou Wi-Fi? Aparentemente, devido Ă  disponibilidade limitada de redes deste Ășltimo tipo, pĂșblicas e privadas, Ă s quais vocĂȘ pode se conectar gratuitamente, 52% dos italianos entrevistados preferem redes mĂłveis 3G e 4G por Wi-Fi (48%), atribuindo outro recorde europeu ao paĂ­s. HĂĄ trĂȘs razĂ”es principais para essa escolha: o melhor desempenho 3G / 4G, a necessidade de compartilhar vĂ­deos em tempo real e a crescente difusĂŁo de wearables (16% dos entrevistados, de fato, jĂĄ possuem um, superando alemĂŁes e ingleses) ambos estĂŁo em 13%). Por fim, na aprovação das operadoras de telefonia, a Vodafone (32%) ocupa o primeiro lugar, seguida pela Wind (30%), TIM (26%) e Tre (24%).