Os “h√°bitos” de perfis falsos na internet

135F92966673A64649950407976B5E07BC Os recursos das contas” suspeitas “

O engenheiro vi√ļvo ucraniano que voc√™ acabou de conhecer na internet provavelmente √© uma farsa. Novas pesquisas mostram que os sites de namoro t√™m muitos golpistas, que geralmente “fingem” serem ucranianos, nigerianos e asi√°ticos.<‚Ķ>

persuadir os parceiros em potencial a enviar-lhes dinheiro.

“Os fraudadores correram para o nosso site”, disse Leroy Velasquez, porta-voz de um site conhecido. O site fechou mais de 60.000 contas de usu√°rios nos √ļltimos 10 meses – ou cerca de 220 por dia – porque as an√°lises mostraram que eles estavam “executando” fraudadores. Aqui est√£o os recursos do golpe m√©dio do perfil.

РA maioria dos fraudadores são católicos, ou é o que dizem. 82% dos perfis fechados eram católicos e a religião era sua característica mais comum. Os fraudadores enviaram mensagens de completa religião e espiritualidade Рaparentemente para parecer mais morais e credíveis.

– Ou s√£o honestos? A an√°lise do site mostrou que muitos dos golpes de perfil tinham senhas como “godisgood” ou “lovinggod”.

Р71% desses usuários eram (supostamente) mulheres. Isso ocorre porque é comum em sites de namoro a maioria dos usuários serem homens e, portanto, os golpistas tentam atender à demanda.

– 63% dos fraudadores declararam ser vi√ļvos. “Eles est√£o tentando conquistar sua simpatia dessa maneira”, disse Velasquez.

– 37% dos perfis falsos s√£o declarados por universit√°rios e 54% s√£o doutores. Velasquez diz que “na an√°lise que fizemos, n√£o encontramos em nenhum lugar do site um scammer que simplesmente afirma ser formado no ensino m√©dio”.

– Os √≠ndios americanos n√£o podem exceder 2% da popula√ß√£o, mas certamente 36% dos perfis falsos s√£o nativos. Outras ra√ßas “populares” s√£o as mistas (19%) e as n√£o especificadas (17%). “Eles tentam se apresentar como membros de uma ra√ßa diferente, de prefer√™ncia incomum, porque parece mais ex√≥tico”, diz Velasquez. E inaceit√°vel, acrescentar√≠amos.

– Como os emails n√£o solicitados na sua caixa de entrada, os perfis fraudulentos geralmente v√™m da Nig√©ria (28%), Ucr√Ęnia (23%) e Filipinas (21%).

– No emprego, 26% dos fraudadores s√£o engenheiros mec√Ęnicos, 25% s√£o membros da fam√≠lia real e 23% afirmam ser aut√īnomos. “√Č conveniente trabalhar por conta pr√≥pria”, acrescentou Velasquez. “√Č mais dif√≠cil verificar o que eles dizem, porque voc√™ n√£o os encontrar√° em um site corporativo. Al√©m disso, os sangues azuis devem ter dinheiro que podem lhe enviar, enquanto os engenheiros podem parecer inteligentes e, portanto, confi√°veis ‚Äč‚Äč”.