Oficial iPad Pro 2018: Apple surpreende com o Face ID sem processador de entalhe e octa-core

O iPad Pro 2018 acaba de ser apresentado durante o evento da Apple em Nova York. A empresa de Cupertino confirma sua estratégia: propor esses tablets como uma alternativa real aos laptops, apesar da presença do iOS como sistema operacional. Então, aqui está ainda mais poder de hardware graças ao processador A12X Bionic, variante do A12 Bionic integrado nos recentes iPhone XS, XS Max e XR.

Tecnicamente, o A12X Bionic √© sem d√ļvida a grande novidade. Ele possui uma CPU octa-core e uma GPU de sete n√ļcleos, que devem fornecer velocidades multi-core 90% mais r√°pidas do que nunca. Um poder que permite ao novo iPad Pro fornecer ao usu√°rio recursos avan√ßados, como a possibilidade de usar software como o Photoshop (tamb√©m combinado com o Apple Pencil), mas tamb√©m jogar videogame com uma qualidade gr√°fica que parece dif√≠cil de ser encontrada no setor. de dispositivos m√≥veis.

Mude o design, com a parte frontal quase totalmente ocupada pelo visor (duas vers√Ķes, uma de 11 polegadas e a outra de 12,9 polegadas). A redu√ß√£o dos quadros levou a Apple a eliminar o Touch ID em favor do Face ID, o reconhecimento avan√ßado do rosto visto pela primeira vez com o iPhone X. Comparada aos smartphones, no entanto, a empresa Cupertino n√£o optou pelo entalhe, inserindo todos os componentes necess√°rios na borda superior.

Assim, mesmo com o novo iPad Pro você terá que se mover na interface do iOS usando gestos. Não só isso, mas graças ao Face ID, o Animoji e o Memoji, os emoticons animados que já vimos em ação nos iPhones, chegam aos tablets da empresa Cupertino. Além disso, será possível efetuar pagamentos com o Apple Pay usando o reconhecimento facial.

Obviamente, você também pode interagir usando o Apple Pencil, que foi renovado com a introdução de dois novos recursos importantes: ele pode ser recarregado sem fio, simplesmente colocando-o no conector magnético posicionado no quadro superior, o que também permite armazená-lo quando não estiver em uso; com um toque duplo no corpo da caneta, você pode iniciar os recursos rápidos. Há também uma nova versão da tampa do teclado, que é anexada magneticamente à parte traseira.

Outra grande novidade √© o abandono da porta propriet√°ria Lightning em favor do padr√£o USB-C. Isso permitir√°, por exemplo, usar a bateria do iPad Pro 2018 para recarregar outros dispositivos, um recurso que pode ser muito √ļtil em v√°rias circunst√Ęncias. Os alto-falantes permanecem quatro, posicionados dois de cada lado, e devem garantir uma qualidade de √°udio ainda melhor que a gera√ß√£o anterior.

Como j√° mencionado, os displays t√™m uma diagonal de 11 e 12,9 polegadas. Ambos s√£o feitos com a tecnologia IPS, o menor com uma resolu√ß√£o de 2388 √ó 1668 pixels e o maior de 2732 √ó 2048. A Apple tamb√©m trabalhou para reduzir a pegada geral do iPad Pro: a espessura caiu para 5,9 mm em compara√ß√£o com os 6,9 mm dos antecessores; o peso √© respectivamente 468 e 631 gramas, contidos considerando o tamanho da tela; a concha √© feita de metal e est√° dispon√≠vel nas cores prata e cinza espacial. H√° tamb√©m uma c√Ęmera frontal de 7 megapixels para chamadas de v√≠deo HD com o FaceTime, bem como uma c√Ęmera traseira de 12 megapixels.

Finalmente, preços e disponibilidade dos capítulos. A Apple já ativou a página em sua loja online italiana para comprá-los, você pode encontrá-lo neste link. O iPad Pro 11 ″ começa a partir de 899 euros para a versão de 64 Gigabytes de memória somente Wi-Fi e pode tocar os 1.899 euros para a versão de 1 Terabyte de armazenamento e conectividade LTE. Quanto ao modelo de 12,9 polegadas, ele começa em 1.119 euros com 64 GB e apenas Wi-Fi, até 2.119 euros para a conectividade de 1 Terabyte e LTE.