O que é RAID de software, hardware e placa-mãe. Um guia para iniciantes

Seguindo nosso artigo sobre RAID, hoje analisaremos quais ferramentas podemos usar para criar um RAID.

INCURSÃO

Como suspeitamos que você provavelmente tenha ficado impressionado com o guia anterior para iniciantes, que se referia ao que é RAID, portanto, neste artigo, seremos mais concisos, mas sem entrar em análise, o que é Softaware e o que é Hardware RAID.

No entanto, para uma melhor compreens√£o deste artigo, voc√™ deve primeiro ler “O que √© RAID”, pois √© uma continua√ß√£o dele. Respire fundo e vamos embora.

O que é RAID de software?

√Č um programa que utiliza recursos do computador, como parte da CPU, mem√≥ria, etc., para lidar com todos os c√°lculos necess√°rios para as fun√ß√Ķes RAIID. Quanto mais complexa a configura√ß√£o do RAID, maior o poder de processamento necess√°rio. Al√©m disso, os discos RAID est√£o conectados √† sua placa-m√£e, portanto, voc√™ deve ter uma placa-m√£e com v√°rios slots para discos SATA.

Claro que tamb√©m √© a maneira mais econ√īmica de criar um RAID. Existem v√°rios programas no mercado que podem fazer esse trabalho em todos os sistemas operacionais. Se voc√™ possui Linux, Mac OS ou Windows.

Especialmente no Windows, a partir do 8.1 você não precisa instalar nenhum software, pois a capacidade de criar até o RAIID5 foi integrada ao sistema operacional da Microsoft, dentro do gerenciamento de disco. Obviamente, você encontrará muitos outros recursos nos Servidores Windows. No Linux, o software RAID mais comum é o mdadm gratuito.

Para:

  • O RAID de software, se n√£o for gratuito, √© pelo menos mais barato que o RAID de hardware, em seu mercado original. Ele permite que voc√™ crie todos os tipos de RAIDs, mesmo combina√ß√Ķes deles, como RAID10, 50, 60 ou 100.
  • Os computadores de hoje s√£o t√£o poderosos que os processadores podem lidar facilmente com a edi√ß√£o RAID 0 e 1 sem comprometer significativamente o desempenho. E geralmente voc√™ n√£o ter√° problemas com RAIDs sem paridade, como 0, 1, 10 e 01.
  • O RAID de software nos permite pegar automaticamente o conjunto de discos de um computador e instal√°-lo em outro.
  • Contra:

  • Nossa placa-m√£e deve ter v√°rias portas SATA para que possamos criar as melhores combina√ß√Ķes de RAID, como 60 e 100, que exigem 8 discos cada.
  • O software RAID “√© executado” em um sistema operacional espec√≠fico e um segundo sistema operacional n√£o pode ver esses discos. Ou seja, se estivermos executando o Windows e Linux em nosso computador e configuramos o RID no Linux, o Windows n√£o poder√° ver esses discos.
  • Voc√™ reduz o desempenho do computador se usar as configura√ß√Ķes RAID mais complexas. Para o RAID5, seria bom ter pelo menos uma m√°quina i5. Em geral, o RAID5 e superior andam bem em m√°quinas feitas para servidores, com alto poder de processamento.
  • Substituir um disco com falha no software RAID √© um pouco mais complicado. Voc√™ deve primeiro dizer ao seu sistema para parar de usar o disco e depois substitu√≠-lo. Portanto, n√£o √© t√£o f√°cil quanto substituir o disco no hardware RAID, onde voc√™ apenas retira o disco e coloca um novo.
  • O que √© RAID de hardware?

    O RAID de hardware é uma placa interna, como uma placa de vídeo ou uma placa com portas USB extras, montada em um slot na placa-mãe.

    Em uma instalação RAID de hardware, as unidades de unidade são conectadas à placa RAID, que geralmente é conectada à placa-mãe por um slot PCI ou PCI-Express (PCI-e). Além das portas, essa placa interna também contém o controlador RAID e funciona tão bem em servidores grandes quanto em computadores desktop.

    Existem também sistemas de unidades RAID externas que possuem uma placa controladora integrada em seu sistema.

    Para:

  • O RAID de hardware possui seu pr√≥prio processador e mem√≥ria, portanto, n√£o consome recursos do nosso computador.
  • Melhor desempenho, especialmente em configura√ß√Ķes RAID mais complexas. O processamento √© feito pelo processador RAID especial, em vez do processador principal do computador, que se traduz em menos press√£o no sistema ao fazer backup e menos tempo de inatividade na recupera√ß√£o de dados.
  • Possui mais op√ß√Ķes de configura√ß√£o de RAID, incluindo combina√ß√Ķes de RAID, que podem n√£o estar dispon√≠veis em alguns softwares RAIID.
  • Compat√≠vel com v√°rios sistemas operacionais. Isso √© essencial se voc√™ planeja obter acesso ao sistema RAID a partir de v√°rios sistemas operacionais em execu√ß√£o no seu computador, por exemplo, Linux e Windows. O hardware RAIID seria reconhecido por qualquer sistema.
  • Muito f√°cil de configurar. A maioria dos controladores RAID vir√° com um guia de menus com base no fato de que voc√™ n√£o √© especialista na cria√ß√£o da matriz RAID. Na melhor das hip√≥teses, alguns s√£o capazes de configurar o RAID autom√°tica e corretamente.
  • Contra:

  • N√£o √© gr√°tis! O cart√£o custa de 25 a 600 euros, dependendo da qualidade e do n√≠vel em que voc√™ deseja trabalhar. As placas RAIID que suportam 0, 1 ou 10 s√£o relativamente baratas, enquanto que se voc√™ quiser a partir de RAID 5 e acima, os pre√ßos come√ßam em 150 euros.
  • Caso o controlador se queime, voc√™ precisar√° de um software especial para recuperar os dados, e n√£o basta apenas substitu√≠-los.
  • Para monitorar melhor a sa√ļde e o desempenho do sistema RAID, voc√™ deve confiar no software espec√≠fico fornecido apenas pelo fornecedor do cart√£o.
  • O que √© Motherboard RAID?

    Há também um terceiro tipo de RAID. Este é o RAID pronto que algumas placas-mãe oferecem. Mas, embora pareça hardware RAID, na verdade é RAID de software ou como costumamos chamar. FakeRAID (RAID falso).

    O FakeRAID é um software encontrado no BIOS. A placa-mãe não possui nenhum chipset especial para o RAID e simplesmente o BIOS usa a energia e a memória da placa-mãe para fazer todos os cálculos de RAID, assim como no software RAID. O jogo também inclui drivers do Windows que funcionam com o BIOS no controlador.

    Além disso, como esse tipo de RAID é definido pela placa-mãe, se queimar, perderemos todos os nossos dados e somente se o substituirmos por um idêntico nós os recuperaremos novamente. Então, depois de cinco anos em que sua mãe provavelmente o queimar, ore para que haja apenas um estoque.

    Por fim, por usar drivers do Windows, ele só pode ser configurado no Windows. Em geral, ele oferece apenas as desvantagens do RAID por software e com tripés adicionais; portanto, é melhor não usá-lo.

    A √ļnica coisa boa do FakeRAID √© que, se voc√™ a tem na sua placa-m√£e, sua placa-m√£e provavelmente √© de boa qualidade !!!!

    Encontre qual RAID combina com você

    Decisão difícil! Existem 3-4 critérios básicos de seleção, mas geralmente todos se movem com suas escolhas pessoais.

    Para a maioria dos nossos leitores, que possuem um computador doméstico simples, geralmente você não precisa gastar dinheiro para comprar um hardware e ficar claramente na solução de RAID de software gratuito. Se você tiver apenas dois discos, estará criando um RAID1 e, se tiver três, o RAID5 é o que mais lhe convém.

    Por fim, se você quiser jogar, existe o RAID0 para você, que com dois pequenos SSDs você pode gravar SOMENTE no seu sistema operacional e ver o computador iniciar a velocidade. Mas cuidado, repetimos que seus dados devem estar fora do RAID0. Porque os SSDs também quebram.