O novo iPad Pro da Apple é oficial e pisca cada vez mais em notebooks

A Apple apresentou o novo iPad Pro. Tamb√©m dispon√≠vel desta vez nas vers√Ķes de 11 e 12,9 polegadas, ele herda o design j√° visto a partir da gera√ß√£o de 2018. No entanto, n√£o faltam not√≠cias, come√ßando com a presen√ßa de um novo teclado f√≠sico, que ganha a luz de fundo das teclas e, acima de tudo , um trackpad. De acordo com a tradi√ß√£o, ele ter√° que ser comprado separadamente, mas representa a d√©cima terceira jogada da empresa Cupertino para aproximar seus tablets dos notebooks.

O cora√ß√£o pulsante da gera√ß√£o 2020 do iPad Pro √© o novo processador A12Z Bionic, que j√° demonstrou for√ßa nos benchmarks. √Č um SoC com GPU octa-core, no qual a Apple parece ter trabalhado principalmente para melhorar o gerenciamento de energia. N√£o √© de surpreender que a empresa Cupertino fale de uma bateria que pode chegar a 10 horas, n√ļmero que, como sempre, ser√° verificado no uso di√°rio do tablet.

Os monitores são herdados da geração anterior. Estes são os painéis Retina líquida de ponta a ponta, com taxa de atualização de 120 Hz e suporte para as tecnologias ProMotion e True Tone. Notícias importantes sobre o setor fotográfico traseiro, constituído por um sensor principal de 12 megapixels e um secundário ultra grande angular, sensor de 10 megapixels e zoom 2X. A eles é adicionado um scanner LiDAR específico, que oferece recursos avançados em relação à detecção de profundidade.

O scanner LiDAR funcionar√° tanto em ambientes internos quanto externos. Conforme especificado pela Apple, ele poder√° medir a dist√Ęncia dos objetos ao redor de at√© 5 metros, atrav√©s de uma leitura de velocidade na ordem de nanossegundos. Isso, junto com as novas estruturas do iPadOS e os algoritmos de vis√£o computacional do chip A12Z Bionic, permitir√° um salto acentuado na qualidade de aplicativos de realidade aumentada, abrindo assim o uso de iPads em novos campos profissionais.

A parte de áudio, como já vista nos modelos anteriores, é confiada a quatro alto-falantes estéreo posicionados nas bordas. Quanto à parte do software, o novo iPad Pro chegará ao mercado com o iPadOS 13.4 a bordo que, entre os vários novos recursos, introduz oficialmente o suporte do trackpad para tablets Apple. Desse ponto de vista, a empresa baseada em Cupertino fala sobre um suporte para trackpad completamente renovado em comparação com o que acontece no macOS, com a lógica de ser perfeitamente complementar à tela de toque. Veremos.

Preços e disponibilidade

Os pre√ßos est√£o alinhados com os da gera√ß√£o anterior. A vers√£o de 11 polegadas do iPad Pro, com conectividade Wi-Fi apenas e mem√≥ria de 128 Gigabyte (as anteriores come√ßaram a partir de 64 Gigabyte), come√ßa a partir de 899 euros, que se tornam 1.069 euros para o de 12,9 polegadas. Obviamente, para ambos, √© poss√≠vel comprar vers√Ķes com conectividade Wi-Fi + LTE (que atinge o padr√£o Gigabit), enquanto as cores dispon√≠veis s√£o Prata e Cinza espacial. Quanto √† disponibilidade, √© poss√≠vel fazer o pedido imediatamente atrav√©s da Apple Store on-line, enquanto a disponibilidade nas lojas √© esperada na pr√≥xima semana.

Quanto ao novo teclado com trackpad e teclas iluminadas, os preços sobem. De fato, serão necessários 339 euros para o modelo de 11 polegadas, que serão 399 euros para o modelo de 12,9 polegadas. A disponibilidade é esperada para maio, enquanto no Apple Pencil, continuará sendo feita referência à segunda geração, que pode ser adquirida separadamente ao preço de 135 euros.