O novo Galaxy Note 7 fuma a bordo de um avi√£o

N√£o h√° paz para a Samsung e o Galaxy Note 7. Ap√≥s a retirada do mercado de v√°rios milh√Ķes de modelos com baterias defeituosas, parece que at√© os novos modelos “seguros” mostram problemas. Ap√≥s um caso de explos√£o na China nas √ļltimas horas, outro epis√≥dio semelhante surgiu nos Estados Unidos.

Segundo relatos da Reuters, um Galaxy Note 7 teria começado fumaça, sintoma de sérios problemas de bateria, dentro de um avião da Southwest Airlines de Baltimore para Louisville, Kentucky. O episódio, que iniciou uma investigação pela Comissão de Segurança de Produtos para Consumidores e pela Federal Aviation Administration (FAA, que confirmou o incidente), envolveu o passageiro Brian Green.

nota 7 queimadura 01
O Galaxy Note 7 virou fumaça no voo da Southwest Airlines РCréditos: The Verge.

Segundo sua esposa Sarah, contatada pela agência de notícias Reuters, Green havia substituído o smartphone original cerca de duas semanas atrás, em 21 de setembro, após receber uma mensagem de texto da empresa sul-coreana. Passageiros e tripulação, 75 pessoas no total, deixaram o Boeing 737 sem problemas e não foram feridos.

Brian Green ele diz que desligou o smartphone conforme necessário pela tripulação e colocando-o no bolso quando o dispositivo começou a fumar. Depois, tirou-o do bolso e jogou-o no avião do avião, notando que uma espessa fumaça verde-acinzentada saía do dispositivo.

Um colega de Green voltou à aeronave para recuperar alguns pertences pessoais disse que o telefone tinha perfurado o tapete. O smartphone cobrava cerca de 80% no momento do incidente e Green afirma ter usado apenas um carregador sem fio desde que recebeu a nova versão do produto.

nota 7 queimadura 02
A caixa do smartphone mostra o quadrado preto, um sinal de que é um novo modelo, considerado seguro РCréditos: The Verge.

Samsung lan√ßou uma nota em que ele afirma que est√° tentando fazer com que o dispositivo entenda as causas do problema. “At√© conseguirmos o smartphone, n√£o podemos confirmar que esse incidente envolve a nova nota 7”, explicou a empresa.

Um problema com a “nova vers√£o” da Nota 7 poderia abrir um novo cap√≠tulo, n√£o apenas embara√ßoso – com n√≠tidos danos √† imagem – mas caro para a empresa asi√°tica, al√©m de potencialmente colocar em risco os consumidores. A Samsung, a primeira fabricante mundial de smartphones, retirou cerca de 2,5 milh√Ķes de unidades Nota 7 em 10 pa√≠ses devido a baterias defeituosas que levaram o telefone, em alguns casos, a explodir. H√° rumores de que isso custou √† empresa entre US $ 1 bilh√£o e US $ 2 bilh√Ķes.

Leia também: Samsung Galaxy Note 7 revisão

A Comissão de Segurança de Produtos de Consumo dos EUA (CPSC), já envolvida no primeiro recall, informou através do Presidente Elliot Kaye que ele está em contato com a FAA, a Samsung e o proprietário do smartphone ofensivo para entender melhor o assunto. Kaye lembrou que os consumidores podem solicitar um reembolso em caso de problemas graves.

A esperan√ßa √© que este seja um caso isolado, vinculado a uma √ļnica bateria defeituosa mais do que a um jogo inteiro. Nos √ļltimos anos, e tamb√©m recentemente, problemas semelhantes ocorreram com os smartphones de outros fabricantes, incluindo Apple e Xiaomi, mas felizmente foram epis√≥dios e n√£o um problema generalizado.