O Assistente do Google n√£o armazena mais grava√ß√Ķes de voz

Assistente

Conforme anunciado hoje pelo Google, o Google Assistant n√£o armazena mais as grava√ß√Ķes de voz de seus usu√°rios por padr√£o.

Agora, quem interage com o Google Assistant precisar√° ingressar no novo programa VAA (Atividade de voz e √°udio) ao configurar seu assistente digital, se desejar que sua voz seja gravada ou revisada pelos funcion√°rios da empresa. Esses dados podem ser usados ‚Äč‚Äčpara melhorar a fun√ß√£o AI do Google Assistant ou a capacidade do Google de reconhecer a voz de uma pessoa. Os usu√°rios existentes do Voice Match ser√£o solicitados a confirmar que desejam que seus registros sejam armazenados pelo Google.

Al√©m disso, os usu√°rios do Google Assistant ter√£o em breve a op√ß√£o de reduzir a sensibilidade do assistente digital ao comando “Hey Google”.

Essas mudanças são resultado das críticas recebidas pela empresa no verão, quando se tornou conhecido que o Google Assistant armazena as conversas de seus usuários e os funcionários da empresa podem ouvi-las.

“Est√° claro que n√£o cumprimos nossos altos padr√Ķes, facilitando a compreens√£o de como seus dados est√£o sendo usados ‚Äč‚Äče pedimos desculpas por isso”, afirmou o Google em um post no blog.

Depois de ouvir uma palavra espec√≠fica, assistentes digitais como Cortana, Siri, Alexa e Google Assistant usam gravadores de voz para melhorar os sistemas de bate-papo com IA. Em 2019, os meios de comunica√ß√£o e os usu√°rios come√ßaram a acreditar que ningu√©m era capaz de ouvir as conversas gravadas pelos assistentes de IA, mas nos √ļltimos meses descobrimos que esse n√£o √© o caso, o que aumenta as preocupa√ß√Ķes de que assistentes inteligentes possam para ser usado para monitoramento.

A verdade foi revelada na primavera passada, quando a Bloomberg informou e a Amazon confirmou que pessoas em diferentes partes do mundo t√™m a capacidade de ouvir grava√ß√Ķes de voz depois de ouvir a palavra “Alexa” ou comandos semelhantes.

Ent√£o, em julho, foi revelado que as grava√ß√Ķes de voz do Google Assistant estavam sendo monitoradas na Holanda. Um dia depois, o Google confirmou que seus funcion√°rios puderam ouvir algumas grava√ß√Ķes, menos de 1%, conforme relatado imediatamente ap√≥s a divulga√ß√£o da not√≠cia. O assistente digital Siri da Apple tamb√©m estava na fila.

Em resposta, tanto a Apple quanto o Google prometeram parar de rastrear conversas, e a Amazon permitiu que os usu√°rios desativassem as revis√Ķes de grava√ß√£o de voz.

No lan√ßamento do Portal TV e outros dois novos dispositivos na semana passada, a equipe do Portal do Facebook tamb√©m reconheceu que coleta grava√ß√Ķes de voz de usu√°rios.

Legisladores de estados como Califórnia e Illinois consideraram a legislação este ano exigindo que os criadores de assistentes digitais obtenham permissão do usuário antes de gravar seus dados de voz.