Nokia, Motorola e Blackberry, o retorno dos gigantes

Nokia, Motorola √© Amora. Os nomes dessas empresas s√£o suficientes para recuperar os modelos de telefones celulares que literalmente fizeram a hist√≥ria do setor. Realidades ca√≠das em uma profunda crise nos √ļltimos anos, √† beira da fal√™ncia, mas que agora parece estar pronta para renascer de suas cinzas.

Motorola, dos tr√™s, √© sem d√ļvida o mais avan√ßado no processo de renascimento. Depois de ser adquirido por Lenovo para US $ 2,91 bilh√Ķes em outubro de 2014, iniciou-se uma importante fase de reestrutura√ß√£o interna.

motorola lenovo

Inicialmente, a empresa chinesa explorou essencialmente parte do portfólio de patentes e o grande apelo da marca, apenas para abandonar essa estratégia na lógica de se impor diretamente no mercado de smartphones como Lenovo.

Leia também: A marca Motorola retorna ao centro da estratégia da Lenovo

Uma escolha que, especialmente na Europa e nos Estados Unidos, provou ser ineficaz. Então aqui chega o ponto de virada no início de 2017, quando Lenovo anunciou que colocará a marca de volta no centro de sua oferta Motorola.

Moto Z2 Play

Não é de surpreender que, por ocasião da recente apresentação do Moto Z2 Play, a empresa chinesa dedicou amplo espaço ao retorno oficial da marca Motorola. Obviamente, essa é uma empresa completamente diferente daquela que dominou o cenário da telefonia no início dos anos 90, mas que será capaz de combinar seu apelo com o enorme know-how tecnológico da Lenovo.

Situação diferente para Nokia, agora controlado por HMD Global. Nesse caso, é uma realidade que deve realmente gerar uma participação de mercado real no setor de smartphones, mas que está se movendo de uma maneira absolutamente convincente.

Nokia 3310 2017

A operação de nostalgia criada com o Nokia 3310 praticamente catalisou a atenção da mídia do Mobile World Congress 2017, sem esquecer as recentes parcerias com ZEISS é Xiaomi.

Leia também: Nokia, a histórica parceria com a ZEISS está de volta

Todas as peças de um enorme quebra-cabeça, que HMD Global está compondo habilmente, colocando na base um elemento fundamental, a saber, a incrível aderência que a marca Nokia preservou ao longo dos anos para os usuários.

Nokia 5

Além disso, estamos falando de uma empresa que, há mais de uma década, contribui para o verdadeiro salto tecnológico de todo o mundo. mercado de telefonia móvel, incluindo o ramo menos conhecido da infraestrutura de rede.

Muito depender√° do sucesso na faixa baixa e m√©dia do mercado de smartphones, que agora se tornou um ativo fundamental para as empresas que desejam encurtar as dist√Ęncias em dire√ß√£o √†s realidades que atualmente dominam o cen√°rio (Samsung, ma√ß√£, Huawei)

Nokia 6

Não é um caso que HMD Global ainda não apresentou uma faixa superior, como esperado nas próximas semanas. A lógica é poder demonstrar a confiabilidade dos novos dispositivos Nokia nos segmentos acima mencionados, para reconstruir gradualmente a presença da marca também no segmento premium.

Apenas nessas horas, uma renderização se espalhou que mostraria a primeira faixa verdadeira verdadeira da casa renascida, a Nokia 8. Segundo rumores, o smartphone deve apresentar uma Ecrã QHD de 5,3 polegadas e esteja equipado com um Qualcomm SoC Snapdragon 835 é 4 ou 6 GB de RAM, todos controlados pelo Android Nougat 7.1.1.

DE8zlcjWAAEwg5M

Na parte de tr√°s, deve haver um c√Ęmeras duplas com 13 sensores Mpixel e √≥ptica Zeiss. Se a indiscri√ß√£o vazada por um vendedor escandinavo for exata, o pre√ßo do smartphone deve ser de 589 euros no mercado europeu.

Finalmente Amora, a empresa que, dentre as três, fez a mudança mais radical na estruturação de seus negócios. A criação de smartphones tornou-se uma atividade secundária (com a produção confiada a terceiros), com os esforços focados na diversificação.

Blackberry Priv

Ent√£o aqui est√£o as aquisi√ß√Ķes nos setores de sa√ļde humana e cuidados automotivose, sobretudo, investimentos importantes na implementa√ß√£o de solu√ß√Ķes de software para seguran√ßa em dispositivos m√≥veis. Uma estrat√©gia que parece estar valendo a pena depois de anos de vermelho intenso.

Amora de fato, recentemente anunciou o terceiro trimestre consecutivo com lucros crescentes, uma esp√©cie de quimera at√© recentemente para a empresa canadense. O CEO John Chen confirmou que, para 2018, as previs√Ķes s√£o para um novo salto no mercado de software e servi√ßos.

Blackberry Keyone

Tudo isso, porém, não ofusca a bondade dos smartphones Amora. Recentemente testamos o Keyone, um produto que nos convenceu totalmente, confirmando como a empresa canadense manteve absolutamente seu know-how no assunto.

Leia tamb√©m: Revis√£o do Blackberry Keyone, senha “produtividade”

Esses três grandes gigantes do passado devem hoje explorar um aspecto que pode ser fundamental, ou seja, a estagnação do mercado de smartphones. O setor precisa de notícias, novas realidades que possam reacender o interesse dos usuários.

Mobile World Congress

O apelo dessas marcas poderia, sem d√ļvida, representar a pedra angular. o Mobile World Congress 2018 ser√° uma etapa fundamental em que Nokia, Motorola √© Amora ser√° chamado para confirmar as coisas boas feitas nos √ļltimos meses. Recuperar terreno continua sendo uma tarefa dif√≠cil, mas hoje parece menos imposs√≠vel do que h√° algum tempo atr√°s.


Tom’s Recommend

o Galaxy Tab S3 é o novo tablet topo de gama Samsung. Possui 4 GB de RAM, um 9,7 polegadas QHD é suporte para a S-Pen.