Navio DC da Universidade Técnica de Atenas para navios totalmente eletrificados

A Escola de Engenharia Mec√Ęnica Naval da Universidade T√©cnica Nacional de Atenas (S-NMM / NTUA), que cultiva a tecnologia do Navio Totalmente Eletrificado h√° alguns anos, atrav√©s do MARINELIVE Excellence Center, que criou um coordenador, coordena o fundo de pesquisa quadro ‚ÄúEXCEL√äNCIA-I‚ÄĚ do QREN (2007-2014), e que vai para a sua conclus√£o.logo ntua DC-Ship A principal inova√ß√£o do projeto “DC-Ship” √© a investiga√ß√£o aprofundada do projeto e opera√ß√£o otimizados dos subsistemas de energia cont√≠nua para embarca√ß√Ķes comerciais, √† luz da economia de energia, otimiza√ß√£o de sua efici√™ncia e respeito ao meio ambiente. .

Para isso, foi desenvolvido um projeto de pesquisa interdisciplinar que permeia os campos cient√≠ficos da constru√ß√£o naval, engenharia mec√Ęnica, engenharia el√©trica e engenharia de energia e inclui an√°lises te√≥ricas, simula√ß√Ķes e testes experimentais.1 navio DC(uma)

2 Navio DCb)Figura 1. (a) Forma√ß√£o padr√£o de um sistema el√©trico de navio com EP e propuls√£o el√©trica. (b) A configura√ß√£o do sistema el√©trico do navio com a polui√ß√£o do ambiente por SRH e o efeito estufa em que a emiss√£o de gases de combust√£o dos navios tamb√©m contribui, levou a regulamentos mais rigorosos em rela√ß√£o √†s emiss√Ķes e economia de combust√≠vel.

Por sua vez, a necessidade de navios mais eficientes leva a demandas crescentes, para que todos os sistemas de energia a bordo também sejam eficientes. Além disso, a eletrificação dos sistemas do navio, incluindo o sistema de propulsão, tornou-se uma alternativa tentadora para aumentar seu desempenho.

De fato, para certos tipos, quanto mais intensa a eletrificação (de acordo com a idéia da All Electric Ship), mais energeticamente eficientes elas se tornam. Nesse contexto, um sub-caso que recentemente se tornou interessante é o uso da tecnologia Direct Current-DC, especialmente para a rede de distribuição de eletricidade, cf. Figura 1.

Essa tecnologia oferece vantagens óbvias, como:

‚ÄĘ o equipamento usado como um todo √© menor e mais leve; ‚ÄĘ n√£o circula√ß√£o de energia ociosa e redu√ß√£o das perdas totais, resultando em economia de combust√≠vel (usada para gerar a eletricidade necess√°ria a partir de fontes), e mais simples, bem como a combina√ß√£o de v√°rias fontes de eletricidade ambientalmente amig√°vel (por exemplo, energia fotovoltaica, c√©lulas de combust√≠vel, etc.) ou seu armazenamento (por exemplo, baterias) ou mesmo a conex√£o √† rede el√©trica (engomar a frio), ‚ÄĘ O monitoramento e o controle do sistema de energia s√£o mais f√°ceis, ‚ÄĘ Se o Sistema de Energia Cont√≠nua de um navio em estudo for cuidadosamente projetado (preven√ß√£o para a instala√ß√£o da ONU espec√≠fica no Acordo Geral), ent√£o o custo total da instala√ß√£o e opera√ß√£o poder√° ser significativamente menor que a corrente alternada correspondente. Ao implementar todas as op√ß√Ķes acima, √© poss√≠vel que o desempenho de um navio em estudo melhore significativamente. √Č caracter√≠stico que, em um estudo tecnoecon√īmico realizado comparando as configura√ß√Ķes da fig. 1 acima, o dispositivo com SR ajudou a economizar 20% mais espa√ßo, era 10% mais leve e apresentou 8% menos perdas em compara√ß√£o √† propuls√£o el√©trica cl√°ssica (Figura 2) 3 Navio DC

Figura 2. Comparação de sistemas de potência ER e SP

‚ÄĘ Aumentando a efici√™ncia do sistema, atrav√©s da opera√ß√£o ideal dos geradores, al√©m da economia de volume e massa, √© poss√≠vel reduzir drasticamente as emiss√Ķes de emiss√Ķes (redu√ß√£o de emiss√Ķes de CO2 e gases de efeito estufa – Figura 3). ‚ÄĘ Efeito imediato Todas as op√ß√Ķes acima s√£o a melhor categoriza√ß√£o de navios com esse arranjo, com base no √≠ndice de efici√™ncia energ√©tica EEDI estabelecido pela Organiza√ß√£o Mar√≠tima Internacional (IMO), cf. Figura 4. 4 Navio DC

Figura 3. Redu√ß√£o estimada de emiss√Ķes de di√≥xido de carbono para configura√ß√£o de rede com SR

5 Navio DCFigura 4. √ćndice EEDI para configura√ß√Ķes de EP e SR comparado aos limites estabelecidos pela IMO

Observa-se que a pesquisa internacional sobre tecnologia de eletricidade contínua apenas recentemente começou a ser cultivada, em primeiro lugar, para navios do tipo especial, enquanto pouco a pouco o interesse está se espalhando pelos navios mercantes que são a espinha dorsal do transporte marítimo e para os quais já estão sendo realizados estudos. desenvolvimento de métodos para reduzir sua poluição.

A Escola de Engenharia Mec√Ęnica Naval do NTUA (SNMM / NTUA), levando em conta o importante interesse cient√≠fico e econ√īmico j√° observado na comunidade mar√≠tima global, est√° na vanguarda dos desenvolvimentos com rica atividade de pesquisa, que inclui publica√ß√Ķes em confer√™ncias internacionais, ci√™ncia e promo√ß√£o de seu trabalho, a representantes da √°rea de navega√ß√£o grega e internacional, entre as quais o projeto “DC-Ship”, realizado pela equipe de pesquisa do professor associado do SNMM / NTUA, Sr. Ioannis Prousalidis .

Para obter mais informa√ß√Ķes, entre em contato com o Sr. Ioannis Prousalidis, professor associado da NTUA no endere√ßo de e-mail (jprousal). [at] naval.ntua.gr) ou visite o site marineelectrical.gr/index.php/dc-ship-2 ou www.dc-ship.org.