Microsoft e Lumia atingem o pico de espera do Surface Phone

O terceiro trimestre fiscal de 2016 da Microsoft terminou com um volume de negĂłcios de 20,5 bilhĂ”es caiu 6% em relação ao ano passado. Para ponderar sobre o nĂșmero de algumas manobras financeiras, o valor do dĂłlar e o impacto dos custos de reestruturação, elementos sem os quais a empresa teria alcançado um faturamento de 22,1 bilhĂ”es, um aumento de 6%. A casa de Redmond Ă© mais do que saudĂĄvel, com um valor de mercado de açÔes no topo, embora O lucro operacional e lĂ­quido caiu 20% e 25%, respectivamente, no ano anteriorUS $ 5,3 bilhĂ”es e US $ 3,8 bilhĂ”es, respectivamente.

Satya nadella

Sem muitas surpresas, um dos negĂłcios com pior desempenho Ă© o negĂłcio mĂłvel, com um faturamento que mostrou -46%, com 3,2 milhĂ”es de Lumia vendidos nos Ășltimos trĂȘs meses (-73% em relação ao ano anterior). A Microsoft havia anunciado um desligamento do setor no ano passado, embora nĂŁo uma saĂ­da total: para o futuro menos terminais e o uso da marca Surface sĂŁo esperados.

E Ă© precisamente a gama de soluçÔes Surface, com Surface Pro 4 e Surface Book, para representar um elemento positivo do relatĂłrio trimestral, com um crescimento de 61% no faturamento em relação ao ano anterior, para 1,11 bilhĂŁo. Infelizmente, a empresa nĂŁo indicou o nĂșmero real de dispositivos vendidos.

Os negĂłcios do Windows tambĂ©m sĂŁo razoavelmente bons – levando em conta o difĂ­cil mercado de PCs de hoje – com o faturamento associado Ă s licenças OEM, que caĂ­ram apenas 2%. Especificamente, a Microsoft informa que agora O Windows 10 estĂĄ em mais de 270 milhĂ”es de dispositivos ativos. Houve uma queda nas vendas de licenças Pro de 11%, mas a empresa teve um aumento de 15% nas versĂ”es nĂŁo Pro.

Telefone de superfĂ­cie

A Microsoft também teve um bom desempenho com o Office, Azure (+ 120%) e outras soluçÔes em nuvem, provando que o setor relacionado ao mundo dos data centers estå crescendo. A rotatividade de escritórios cresceu 7% no segmento comercial e 6% no segmento de consumo, graças ao spread de Office 365, que agora possui 22,2 milhÔes de assinantes contra 12,2 milhÔes no ano passado (+ 79%).

Quanto ao setor de jogos, Xbox Live tem 46 milhĂ”es de usuĂĄrios ativos, com um crescimento de 26% anualmente. O volume de negĂłcios cresceu 6%, embora com uma queda nas receitas com a venda de consoles. A Microsoft atribui essa tendĂȘncia a preços mais baixos cobrados pelo Xbox One e o menor nĂșmero de Xbox 360 vendidos (nos Ășltimos dias a produção cessou definitivamente). Finalmente, a rotatividade de publicidade e pesquisa tambĂ©m cresceu 18%.