Microsoft concordou em US $ 1,76 bilh√£o com o Pent√°gono

A Microsoft chegou a um importante acordo com o Departamento de Defesa dos EUA (Departamento de Defesa do Departamento de Defesa) para fornecer US $ 1,76 bilhão em software e serviços por um período de cinco anos.

O Pentágono anunciou na sexta-feira passada que estava concordando que a Microsoft ofereceria serviços de negócios ao Departamento de Defesa, Guarda Costeira e vários outros serviços secretos.Microsoft

Em comunicado anunciando o acordo, o Pentágono explicou que o suporte adquirido da Microsoft incluía o seguinte:

Servi√ßos, produtos e suporte da Microsoft para desenvolvedores de software e grupos de produtos para utilizar uma variedade de recursos propriet√°rios e c√≥digo fonte. Suporte da Microsoft para ferramentas, bancos de dados de conhecimento e altera√ß√Ķes personalizadas no c√≥digo-fonte da Microsoft, quando necess√°rio.

O contrato de cinco anos para “prazo de entrega indefinido e quantidade ilimitada” (IDIQ) tem uma data de vencimento em 10 de janeiro de 2024. Este contrato vincula a Microsoft a fornecer uma quantidade ilimitada de servi√ßos durante o per√≠odo.

O contrato permite que o Departamento de Defesa pague à Microsoft por ordens de pagamento, principalmente de fundos de operação e manutenção.

A vit√≥ria da Microsoft ocorre quando o Departamento de Defesa continua avaliando as propostas apresentadas pelas empresas por um acordo de US $ 10 bilh√Ķes, tamb√©m conhecido como JEDI ou Joint Enterprise Defense Infrastructure. O Pent√°gono deve selecionar apenas uma empresa no primeiro trimestre de 2019.

A Microsoft anunciou em outubro que estava em vias de concluir que hospedaria a certificação dos dados classificados Top Secret dos EUA (Nível de Impacto 6 da Agência de Sistemas de Informação de Defesa) no primeiro trimestre de 2019.

O concorrente da Microsoft, Amazon Web Services (AWS), √© considerado pioneiro no contrato JEDI. O Google retirou-se da corrida porque n√£o possu√≠a as certifica√ß√Ķes governamentais necess√°rias.

A Oracle enviou v√°rias cartas de protesto ao Government Accountability Office (GAO) no ano passado, alegando que algumas partes do contrato foram escritas de uma maneira que favorece a AWS e que isso √© ilegal porque beneficia apenas um √ļnico vendedor.

O GAO determinou que o Pent√°gono tinha o direito legal de adjudicar o contrato a um vendedor por consider√°-lo do seu interesse.

A IBM tamb√©m criticou o m√©todo “o vencedor recebe tudo” do JEDI.

__________________