Mercado de smartphones, marcas chinesas conquistaram mais de 30% do mercado europeu

Os smartphones produzidos por empresas chinesas como Xiaomi e Huawei tĂȘm conquistado cada vez mais a conquista de uma fatia importante do mercado europeu. Dois fatores importantes, como a qualidade geral e o preço mais competitivo, levaram os usuĂĄrios do velho continente a escolher esse tipo de produto. A credibilidade aos olhos do consumidor registrou um crescimento constante e importante; nĂŁo Ă© por acaso que quase um terço (32%) dos smartphones entregues na Europa sĂŁo fabricados por marcas chinesas.

Canalys queria divulgar os importantes resultados alcançados em território europeu pelas empresas chinesas. Duas marcas bem conhecidas, como Huawei e Xioami, são as principais: a primeira detinha 26% das quotas de mercado, a segunda registrava 6% que deve crescer nos próximos meses. No que diz respeito ao gigante de Pequim, não é nenhum mistério que o principal desejo seja fortalecer a rede comercial em nosso território e na europeia. O exemplo mais brilhante é representado pela abertura da Mi Store em vårios centros nervosos das mais importantes cidades europeias.

Imagem de crĂ©dito – Canalys

O avanço das potĂȘncias chinesas no mercado de smartphones levou a um inevitĂĄvel declĂ­nio nas quotas de mercado das duas principais empresas, Samsung e Apple que, de acordo com os dados, registraram respectivamente -1% e -5% no crescimento anual. Em geral, houve um aumento geral em todas as marcas chinesas, fala-se em cerca de 27% a mais do que em 2017.

Um papel importante Ă© desempenhado pela atual situação polĂ­tica entre o governo dos Estados Unidos e as empresas chinesas, tendo este Ășltimo desviado seus interesses para o velho continente. As açÔes dos dois lĂ­deres de mercado estĂŁo se aproximando: A Huawei estĂĄ lentamente roendo terreno na Apple, registrando 42,5 milhĂ”es de smartphones entregues contra os 42,8 milhĂ”es da empresa Cupertino. RazĂŁo pela qual as duas quotas de mercado estĂŁo em processo de alcançar paridade absoluta: 26% para a Apple no quarto trimestre de 2018 e 23,6% para a Huawei.