Menino atacado com socos e ombros por uma gangue de bebĂȘs no Murazzi

Na noite de domingo, os agentes do EsquadrĂŁo Voador intervĂȘm no Murazzi del Po, onde um cidadĂŁo, na companhia de um amigo, relata que ele acabou de ser espancado e assaltado por um grupo de pessoas, depois fugiu para o parque Valentino. A vĂ­tima fornece aos policiais uma descrição detalhada de seu atacante, indicando que ele Ă© o “lĂ­der da matilha” da empresa. ApĂłs uma breve busca, o homem, um cidadĂŁo italiano de 18 anos, Ă© encontrado na via Fratelli Calandra. Ao reconstruir a histĂłria, os agentes ouvem a vĂ­tima que diz ter sido abordada por um grupo de sete pessoas, incluindo a garota de dezoito anos, com o pedido de passar uma noite juntos em uma conhecida discoteca Valentino que estĂĄ fechada hĂĄ algum tempo. Suspeitos, os dois descartam o grupo recusando “o convite”. É nesse ponto que o lĂ­der da matilha muda de atitude, começando a provocar os dois amigos que, sentindo as intençÔes do partido, se levantam do banco para sair. Imediatamente um golpe Ă© dado ao lado do homem. Na tentativa de se levantar, ele Ă© atingido imediatamente por um ombro pelos dezoito anos de idade. O garoto estĂĄ no chĂŁo, o grupo continua se enfurecendo com uma sĂ©rie de socos e o lĂ­der da matilha pede que ele roube seu celular e mochila. Graças Ă  coragem e resistĂȘncia dos pobres infelizes, o grupo desiste da tentativa e foge.

O atacante, com vĂĄrios registros policiais, foi preso por tentativa de roubo agravado. A vĂ­tima, transportada para a sala de emergĂȘncia, teve alta com prognĂłstico de 5 dias.