Meizu Pro 6 Plus revis√£o

Meizu Pro 6 Plus

O Meizu Pro 6 Plus √© um smartphone Android v√°lido de 5,7 polegadas, pr√°tico, poderoso, adequado para todos os usu√°rios e para todas as situa√ß√Ķes.

61cj5LdzE1L SL1000
MEIZU 02

Meizu é uma das marcas asiáticas mais importantes no que diz respeito aos smartphones, mas ainda não é particularmente conhecida na Itália. Da mesma forma que casas como Huawei, Honor ou Xiaomi, ele tenta oferecer produtos de boa qualidade a preços competitivos. O Meizu Pro 6 Plus, sujeito a este teste, é um smartphone que de fato causa uma excelente primeira impressão e convence mesmo depois de usá-lo por um tempo.

estética

O design do Meizu Pro 6 Plus (P6P daqui em diante) não é particularmente procurado e, como geralmente acontece, há uma certa semelhança com modelos famosos. Não que não tenha personalidade própria, mas hoje em dia é difícil inovar um objeto como um smartphone, que no final é acima de tudo uma tela mais ou menos grande. Sem essa premissa, o P6P é um objeto esplêndido quanto ao desenho industrial.

MEIZU 06

Na parte frontal, a Meizu optou por colocar um √ļnico bot√£o In√≠cio, que integra o leitor de impress√Ķes digitais. O software Flyme tamb√©m explora esse elemento como uma interface de navega√ß√£o e, por esse motivo, eles s√£o as teclas capacitivas est√£o ausentes Voltar e multitarefa, bem como as telas t√≠picas do Android.

O corpo do Meizu 6 Pro é completamente em vidro e alumínio, com as linhas de plástico clássicas para transparência de RF. A montagem é muito boa e o telefone parece muito resistente, mas não podemos falar sobre o refinamento encontrado em um GS8 ou em um iPhone.

√Ä direita, encontramos o bot√£o de ativa√ß√£o e o bot√£o de volume (em pl√°stico), √† esquerda a gaveta do SIM e, embaixo do soquete, USB-C e a grade do alto-falante √ļnico. Na parte traseira, a c√Ęmera de 21 MP √© levemente gravada, previs√≠vel, dado o corpo muito magro. O Meizu Pro 6 Plus tamb√©m √© muito compacto e leve (147,7 x 70,8 x 7,3 mm, 160 gramas) com sua tela de 5,7 polegadas (16: 9).

MEIZU 10

O Meizu Pro 6 Plus √© certamente bonito de ver e agrad√°vel de manusear, gra√ßas tamb√©m a um acabamento ligeiramente acetinado que garante uma boa ader√™ncia. O sensor de impress√£o digital √© um pouco menos seguro: mais de uma vez tivemos que fazer duas ou tr√™s tentativas para faz√™-lo funcionar bem. √Č um pouco mais lento que outros modelos, e provavelmente o h√°bito de “apressar-se” tamb√©m criou algumas dificuldades; segurando o dedo um pouco mais, na verdade, na maioria dos casos, est√° tudo bem.

Tela e √°udio

O painel de 5,7 polegadas √© um Super AMOLED com resolu√ß√£o de 1440 √ó 2560, cuja qualidade chama a aten√ß√£o imediatamente assim que voc√™ liga o telefone. Cores brilhantes (e ajust√°veis ‚Äč‚Äčao seu gosto) que n√£o perdem sua naturalidade, um preto profundo e um contraste incr√≠vel. At√© a visibilidade externa √© not√°vel e, em geral, esse smartphone tem pouco a invejar no topo da gama mais famoso. Um Samsung GS8 (ou mesmo GS7) tem um brilho m√°ximo mais alto e √© mais agrad√°vel de usar ao ar livre, mas o P6P se sai muito bem. Talvez algu√©m se importe com a polariza√ß√£o circular, para que voc√™ possa v√™-la bem, mesmo segurando o telefone na horizontal e olhando-o com √≥culos de sol polarizados.

MEIZU 07

Há também a função Force Touch, que é a versão Meizu do 3D Touch no iPhone. Pressionar fortemente o painel abre um menu contextual específico, se o aplicativo for compatível. Interessante, mas é realmente utilizável apenas com os aplicativos do próprio Meizu. Você também pode definir a função sempre para sempre ter a data e a hora visíveis.

Quanto ao áudio, o P6P possui apenas um alto-falante posicionado na borda inferior. O volume máximo é discreto, adequado para assistir a um vídeo ou falar no viva-voz Рnesse sentido, até os microfones têm um desempenho bastante bom. A qualidade, por outro lado, é apenas o suficiente, mas isso é verdade para a grande maioria dos smartphones.

Desempenho e autonomia

A plataforma de hardware do Meizu Pro 6 Plus est√° entre as melhores do mercado. No centro de tudo, est√° o SoC Samsung Exynos 8890 (4 n√ļcleos Mongoose a 2 GHz + 4 Core-A53 a 1,5 Ghz, GPU Mali T880 MP10. A vers√£o de 128 GB √© um pouco mais poderosa). √Č o mesmo processador que o GS7, muito semelhante ao Exynos 8895 do Galaxy S8, tanto que n√£o vale a pena insistir nas diferen√ßas. Ele √© perfeitamente capaz de enfrentar qualquer tarefa sem mostrar o menor fracasso. A bordo, existem 4 GB de RAM e 64 GB de armazenamento (tamb√©m existem 128 GB). N√£o h√° slot microSD.

S70616 183210
S70616 183215

Graças também a um software particularmente leve, o Meizu Pro 6 Plus é praticamente perfeito em termos de desempenho. Sempre rápido, sempre ágil. Se houver algum problema, raro, é devido ao software e veremos mais tarde.

A bateria de 3.400 mAh √© bastante grande em capacidade e, por isso, tamb√©m ter√≠amos esperado mais. Com um modelo de uso muito intenso, em algumas ocasi√Ķes, este smartphone n√£o chegou nem √†s 18:00, depois de ser desconectado por volta das 05:30. Se voc√™ √© uma pessoa que usa muito o telefone, talvez seja apropriado manter o cabo na bolsa e aproveitar para recarreg√°-lo, quando poss√≠vel – ou use uma bateria port√°til.

Eu tentei telefones que se sa√≠ram melhor, com uma bateria menor. Mas, em geral, este Meizu Pro 6 Plus n√£o corre mal. Como sempre, deve-se lembrar que estamos falando de um cen√°rio de uso muito intenso: tr√™s contas de correio sempre sincronizadas, Bluetooth e Wi-Fi sempre acessam, Facebook, Instagram, Twitter, Slack e Skype sempre ativos. E durante o dia existem alguns minutos de jogos, streaming de v√≠deo (YouTube, Netflix) e streaming de √°udio. √Č uma imagem realmente pesada para qualquer smartphone, e a maioria das pessoas poder√° us√°-lo pelo menos um dia e meio sem problemas.

MEIZU 08

A autonomia deve melhorar muito com o Flyme 6, que não testamos porque ainda está na versão beta. Se possível, retornaremos a isso no futuro.

Programas

Juntamente com o design, a interface Flyme é talvez o aspecto mais interessante deste Meizu P6P. Estamos diante de um sistema decididamente limpo e elegante; Como outros fabricantes chineses, a Meizu também aproveitou os ensinamentos da Apple, removendo a gaveta, mas não apenas.

O Flyme est√° presente na vers√£o 5.2.7 em nossa c√≥pia. No momento, √© poss√≠vel atualizar manualmente para o Flyme 6 beta, enquanto que para a vers√£o est√°vel ainda h√° que esperar um pouco mais. O procedimento manual n√£o √© complexo, mas certamente se enquadra nas “coisas para especialistas”; portanto, para esta revis√£o, preferimos avaliar o smartphone com o software que todos podem realmente usar.

Temos √≠cones simples, com linhas precisas e bem organizadas, com um impacto decididamente boa apar√™ncia. Podemos dizer que o Flyme est√° entre as personaliza√ß√Ķes mais bonitas do Android – embora √© claro que √© uma quest√£o de gosto pessoal. A transi√ß√£o de uma tela para outra √© sempre extremamente fluida, e o sistema de controle criado pela Meizu √© muito agrad√°vel. Anima√ß√Ķes efetivamente enriquecem o todo.

O Flyme de fato use quase exclusivamente o sensor de impressão digital, que também é um botão clicável. Clique para voltar à página principal, rolagem horizontal para voltar. Para iniciar a multitarefa, deslize de baixo para cima (começando do quadro fora da tela).

H√° tamb√©m muitas pequenas melhorias para notifica√ß√Ķes, bateria ou a exibi√ß√£o sempre e mais. Tudo bastante confort√°vel e intuitivo, embora possa ser desconcertante a aus√™ncia do Google Play e servi√ßos relacionados. A bordo do Flyme, encontramos apenas a loja “Hot Apps”, mas n√£o se preocupe: basta pesquisar no “Google” e depois “pesquisar em outras lojas” para encontrar o Google Play Services, a Play Store e os outros aplicativos do Google que lhe interessam. . Em quest√£o de minutos, ap√≥s o qual voc√™ pode usar o telefone como qualquer outro smartphone Android.

MEIZU 06
Pode demorar um pouco para se acostumar se voc√™ vier de outras marcas, mas nada que n√£o possa aprender. Entre as fun√ß√Ķes extras, tamb√©m √© poss√≠vel atribuir uma fun√ß√£o especial a uma determinada impress√£o digital, por exemplo, o modo Convidado ou o modo Privacidade – este √ļltimo usado para colocar aplicativos, contatos e muito mais que voc√™ deseja manter longe de olhares indiscretos.

O Meizu adicionou alguns recursos de seguran√ßa espec√≠ficos, incluindo an√°lise de redes Wi-Fi e antiv√≠rus. H√° tamb√©m verifica√ß√Ķes de seguran√ßa adicionais ativados, por exemplo, ao usar aplicativos particularmente delicados, como o Paypal. Sempre com aplicativos compat√≠veis, voc√™ pode usar a fun√ß√£o janelas m√ļltiplas.

Um detalhe que n√£o gostei: a barra de pesquisa em casa forma um √ļnico bloco com o rel√≥gio e a data. Voc√™ n√£o pode remover a barra sozinho (o que eu fa√ßo com todos os telefones que voc√™ tenta) sem remover o tempo. Pode n√£o ser o fim do mundo, mas se voc√™ for como eu, isso o incomodar√°. Vale ressaltar que o Meizu Flyme tem um bom n√ļmero de f√£s no mundo e uma comunidade bastante ativa. Existem tamb√©m vers√Ķes para outros smartphones, incluindo Samsung Galaxy S7, OnePlus 3T e Nexus 6P. Se voc√™ possui um modelo compat√≠vel, pode experimentar essa interface mesmo sem usar um smartphone Meizu.

C√Ęmera

O Meizu P6P est√° equipado com um sensor de 12 Mpx (Sony IMX386, 1 / 2,9 “, 1,25 micr√īmetro pixels) com abertura f / 2.0 e estabiliza√ß√£o √≥ptica de quatro eixos. O aplicativo padr√£o √© muito simples e gerencia muito bem as configura√ß√Ķes. Manual, C√Ęmera lenta, modo GIF est√° dispon√≠vel. H√° tamb√©m o modo Refocus, que permite alterar o foco mais tarde, mas leva alguns segundos para fotografar, para que n√£o seja muito adequado para assuntos em movimento.

MEIZU 03

Especifica√ß√Ķes na m√£o, √© uma c√Ęmera not√°vel com menos de 500 euros. Mant√©m suas promessas, mas n√£o 100%: a P6P √© realmente capaz de gerar imagens bonitas quando h√° muita luz e mais do que respeit√°vel mesmo √† noite (digamos, ao p√īr do sol). Se a luz n√£o for ideal, por√©m o barulho √© percept√≠vel. De fato, h√° um problema demais com ISO alto: no manual, pode ser de at√© 800, mas j√° com 400, h√° mais gr√£os do que se poderia esperar. Levantar-se ainda pode piorar. √Č um problema comum com muitos outros smartphones e esper√°vamos melhor. Se nada mais, muitos detalhes n√£o s√£o perdidos, o que certamente √© um bom compromisso.

Reprodução discreta de cores, mais do que discreta. Mas HDR automático está ausente, você precisará entender quando é necessário ativá-lo manualmente. O efeito neste smartphone, no entanto, nunca é exagerado, como acontece em outros modelos, e o resultado quase nunca é antinatural.

Interessante 10 LED flash posicionado sob a √≥ptica traseira e em forma de anel. √Č um flash de dois tons que ajuda a manter cores naturais e √© bastante eficaz. De qualquer forma, n√£o √© muito diferente dos outros flashes de dois tons que usam apenas dois LEDs; a est√©tica do telefone, no entanto, nos ganha.

Conclus√Ķes

No momento em que escrevia essas linhas, o Meizu Pro 6 Plus custa entre 480 e 500 euros, algo menos em alguns varejistas. Em troca desse n√ļmero, voc√™ ter√° uma tela de 5,7 polegadas com tecnologia OLED, de boa qualidade. Desempenho de alto n√≠vel, design de alum√≠nio e software bem feito, embora com alguns bugs, muito diferentes do que estamos acostumados. Come√ßa com 64 GB de mem√≥ria, o que √© uma quantidade bastante generosa.

As habilidades fotogr√°ficas s√£o boas na maioria das condi√ß√Ķes, enquanto a autonomia √© m√©dia.

Em termos absolutos, este smartphone é um produto válido e dificilmente se arrepende de tê-lo comprado. Obviamente, porém, está na faixa de preço mais complicada, com muitos smartphones concorrentes.