Mate X é oficial: o smartphone dobrável da Huawei é uma obra-prima técnica

Huawei apresentada em Barcelona seu primeiro smartphone dobr√°vel. Este √© o Mate X, um dispositivo que tem sido alvo de in√ļmeros rumores nas √ļltimas semanas. A empresa chinesa, como veremos, realmente fez uma pequena obra-prima t√©cnica, enquanto conseguiu obscurecer – do ponto de vista da m√≠dia – o Galaxy Fold da Samsung. Isso se deve a um produto que, diferentemente do gigante Seul, parece estar decididamente mais pronto para estrear no mercado.

Acima de tudo, a parte construtiva √© surpreendente. Quando fechado, o Mate X pode contar com dois monitores: um interno de 6,6 polegadas com uma propor√ß√£o de 19,5: 9 e uma resolu√ß√£o de 2.480 x 1.148 pixels; um externo de 6,38 polegadas com uma propor√ß√£o de 25: 9 e uma resolu√ß√£o de 2.480 x 892 pixels. Quando o smartphone √© literalmente aberto como um livro, aqui est√° um √ļnico painel de 8 polegadas (2.480 x 2.200), praticamente sem margens.

Isso foi possível graças à integração de todos os componentes internos na barra lateral direita, uma espécie de parte fixa do corpo que também integra os módulos fotográficos (feitos em colaboração com a Leica). O motor do Mate X é o processador Kirin 980, o mesmo visto a bordo do Mate 20 e Mate 20 Pro. Nesse caso, no entanto, ele é acoplado ao modem Balong 5000, apresentado pela empresa chinesa em janeiro, em um evento em Pequim do qual participamos diretamente.

O Mate X, portanto, além de ser um smartphone dobrável, também é compatível com o novo padrão de rede 5G. Graças a um sistema composto por quatro antenas, ele é capaz de oferecer desempenho de rede 10 vezes maior do que os atuais smartphones 4G, mas também o dobro em comparação com o padrão 5G comum. De fato, pode atingir 4,6 Gbps no download, conseguindo baixar um filme de 1 Gigabyte em apenas 3 segundos. Mas isso não é tudo.

Quando o Mate X é fechado, ele tem uma espessura de 11 mm que, considerando o fator de forma específico, já não é excessiva. No entanto, quando aberto, atinge uma espessura apenas 5,4 mm: pense, o novo iPad Pro da Apple, universalmente reconhecido como o dispositivo móvel mais fino do mundo, tem uma espessura de 5,9 mm. Tudo isso, no entanto, não impediu a Huawei de procurar autonomia, integrando uma bateria de 4.500 mAh com uma carga rápida de 55W (carga de 85% em 30 minutos).

A parte relacionada √† autentica√ß√£o √© confiada a um sensor biom√©trico localizado no lado direito do dispositivo, que tamb√©m funciona como um bot√£o de energia f√≠sico. Al√©m disso, quando o Mate X √© fechado e est√° em modo de espera, os dois monitores criam uma esp√©cie de papel de parede ao vivo que a Huawei chama de “Interstellar Blue”, criando um tipo de efeito de capa que realmente causa impacto ao vivo.

A parte do software, obviamente baseada no Android personalizado com a EMUI, foi adaptada para poder tirar proveito do fator de forma específico. Por exemplo, quando você quer tirar uma selfie, a interface da foto será transferida automaticamente para o monitor externo, para que você possa ver confortavelmente o que está sendo enquadrado, mesmo durante os autorretratos.

A chegada ao mercado está prevista para meados de 2019 e, para comprá-lo, serão necessários 2.299 euros na versão com 8 Gigabyte de RAM e 256 Gigabyte de armazenamento. No entanto, aguardamos novos detalhes sobre o Mate X da Huawei na apresentação ainda em andamento, atualizaremos o artigo em tempo real.