Mark Zuckerberg: descobre o significado da privacidade

Após uma incrível crise de consciência, hoje o Mark Zuckerberg parece ter descoberto o conceito de privacidade. Ou ele está tentando borrar as águas mais uma vez?

Em uma carta contendo mais de 3.000 palavras (aproximadamente), o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, informou a seus 2,3 bilh√Ķes de seguidores que sua empresa tem em mente um conceito conhecido como prote√ß√£o de privacidade, e o v√™ como uma oportunidade. . Mark Zuckerberg

Mas o Facebook pode reformar um legado de 15 anos que deseja que a empresa conquiste tudo, com uma carta de seu vision√°rio e criador do padr√£o obscuro?

NÃO, é claro que ele não pode.

Em uma carta de mais de 3.000 palavras, Mark Zuckerberg não conseguiu encobrir o fato de que sua empresa criou a idéia moderna de mídia social como uma caixa registradora que captura pensamentos, desejos e como nos conectamos com outras pessoas ou com a web.

A idéia do fundador do Facebook parece ser outra auto-apresentação e é quase chata.

O “Vis√£o focada em privacidade para redes sociais“Pode ser uma carta fascinante se for escrita por outra empresa que n√£o seja o Facebook.

“Acho que h√° uma oportunidade de definir um novo padr√£o em plataformas de comunica√ß√£o privadas – onde o conte√ļdo expira automaticamente ou √© arquivado ao longo do tempo”, disse Zuckerberg, que parece estar seriamente preocupado com a privacidade.

“… Essa filosofia pode ser estendida a todo o conte√ļdo privado”.

Infelizmente, nenhuma empresa pode criar algo interessante nas m√≠dias sociais, porque a atitude bem estabelecida e muito agressiva do Facebook para com seus concorrentes significa que o jogo termina antes mesmo de come√ßar. E se uma empresa conseguir fazer alguma coisa, o Facebook dar√° a eles bilh√Ķes para que eles pr√≥prios.

Certamente o interesse repentino do Facebook pela privacidade vem ap√≥s as rea√ß√Ķes em cadeia causadas pela revela√ß√£o de v√°rios esc√Ęndalos. O Facebook provavelmente est√° percebendo que √© hora de seguir um caminho diferente ou, se n√£o, uma imagem diferente.

Nos √ļltimos anos, a empresa percebeu que √© mais f√°cil deixar algu√©m inovar, desenvolver um produto e atrair usu√°rios do que faz√™-lo eles mesmos. O papel moderno do Facebook no cen√°rio tecnol√≥gico √© desenvolver um telegrama funcional ou comprar todas as inova√ß√Ķes e mant√™-las sob a marca do Facebook.

Lembre-se de que o Facebook conseguiu passar muito tempo, contando com a confus√£o deliberada de fatos e favores, que, juntamente com a ignor√Ęncia dos usu√°rios (mas tamb√©m dos governos), lhe deram a oportunidade de coletar usu√°rios e dados, construindo um imp√©rio.

Esta é uma empresa que evita dar uma resposta direta ao que exatamente está acontecendo.