Mais da metade dos logins nas mídias sociais são feitos por golpistas

Logons de golpistas de mídias sociais

A empresa de segurança Arkose Labs realizou uma pesquisa sobre os links de mídia social do usuário. Os resultados finais mostram que mais da metade das tentativas de conexão são feitas por pessoas com intenção maliciosa.

Especificamente, a Arkose Labs relata que 53% do Facebook e outras tentativas de mídia social visam violar contas. Além disso, um quarto de todas as conexões de redes sociais são feitas por golpistas.

A Arkose Labs informou que, no terceiro trimestre de 2019, analisou mais de 1,2 bilhão de novos registros, links e pagamentos a serviços financeiros, sites de comércio eletrônico, sites de jogos, entretenimento, viagens e redes sociais, e constatou que 1 em cada 10 ações é fraudulenta. objetivos. No entanto, quando se trata de mídia social, os golpistas têm duas vezes mais chances de segmentar contas existentes do que criar novas.

De acordo com o Arkose Labs, a razão pela qual os golpistas direcionam as contas de mídia social é porque eles esperam encontrar dados que serão usados ​​para fazer logon ilegal em contas bancárias ou outras informações confidenciais.

Curiosamente, mais de 75% dos ataques de mídia social vêm de bots automatizados. Esses bots tentam extrair dados, validar contas e até bloquear a reserva de lugares específicos nas viagens aéreas.

Além disso, alguns dos ataques são sazonais. Por exemplo, no período das declarações fiscais nos EUA, a fraude financeira está aumentando rapidamente.

Segundo o Arkose Labs, as Filipinas são dominadas por ataques de bot e humanos. Estados Unidos, Rússia, Indonésia e Reino Unido também estão entre os cinco primeiros. A China, por outro lado, detém o cetro de ataques humanos.

Finalmente, o relatório da Arkose Labs estima que o crime cibernético terá custado mais de US $ 6 trilhões em danos até 2021.

Fonte